O medo de derrubar o mito de Chico Xavier


(Autor: Kardec McGuiver)

Lá fora, em países onde a educação é prioridade e há o estímulo à racionalidade, há o empenho de intelectuais a tentar derrubar falsos totens que atrapalham a evolução cotidiana da humanidade. Verdadeiros farsantes são derrubados, ou no mínimo questionados e fica cada vez mais difícil para picaretas levarem adiante seus planos de ludibriamento.

Aqui no Brasil, não. Brasil, o terceiro país mais ignorante do mundo, que considera a racionalidade "um defeito" e tem a pior qualidade de educação que se pode imaginar, enganadores, farsantes e corruptos seguem impunes, fortalecendo cada vez mais a capacidade de enganar o povo tradicionalmente trouxa, que se recusa a analisar o que lhes chega através da mídia ou de pessoas "confiáveis". 

Não há coragem nem preparo intelectual para a derrubada de falsos totens. Dependendo do discurso utilizado e dos estereótipos relacionados, verdadeiros pilantras conseguem não apenas enganar os outros, mas se consagrar definitivamente como "condutor" da humanidade, que pessimamente escolarizada e desestimulada a raciocinar, aceita a farsa com a maior das tranquilidades.

E não é só. Picaretas, graças a impunidade e o poder e influência, podem se agigantar, se tornando hiper-poderosos, chegando a hipnotizar pessoas que deveriam ter seriedade, que passam a falar em me desses enganadores. E Chico Xavier é um desses enganadores ultra-blindados.

Não há como derrubar Chico Xavier, cujas evidências provam ser o maior charlatão que esteve na face da Terra. Xavier soube enganar a todos como ninguém. Um verdadeiro mestre da farsa. Soube também se aproveitar da credulidade alheia, do baixo nível intelectual (não confundam com escolaridade; ha muitos ignorantes com diploma cultuando o médium) e da fé cega, para conquistar o poder e aumentar a sua capacidade de enganar os outros.

Cadê um homem corajoso, com visibilidade e reputação consagrada que teria a coragem de desmontar a farsa de Chico Xavier? Lá fora tivemos Christopher Hitchens, que conseguiu desmascarar Madre Teresa, que maltratava seus supostos auxiliados enquanto viajava em luxuosos aviões particulares com riquíssimas autoridades para angariar dinheiro para sustentar o ouro do Vaticano. Hitchens, falecido no começo desta década, certamente desmontaria o mito de Chico Xavier, que na verdade é uma cópia descarada do mito da madre albanesa.

Ninguém no Brasil que tenha visibilidade e poder de influência apareceu para desmascarar o médium que morreu praticamente canonizado (o "Espiritismo" brasileiro não passa de um Catolicismo enrustido que acredita em reencarnação) e mesmo com evidências verdadeiras, lógicas e inquestionáveis, ainda é complicado convencer pessoas hipnotizadas pelos falsos estereótipos de perfeição embutidos no médium.

Este blog faz a sua parte, embora seja escrito por um "Zé Qualquer", um blogueiro sem poder de influência que apenas tem na lógica e no bom senso (qualidades ainda desprezadas pelos brasileiros) como único trunfo. Precisamos de alguém que possa atrair a atenção da sociedade para denunciar este farsante, que mesmo depois de morto (numa morte meio estranha, que foi utilizada como uma espécie de propaganda da quinta conquista da CBF) ainda exerce uma poderosa influência diante uma imensa multidão de incautos que infelizmente existe pelo país.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria