Pular para o conteúdo principal

Postagens

Postagem em Destaque (postagens recentes abaixo)

O que o "Espiritismo" deve fazer para merecer respeito

(Autor: Kardec McGuiver)
O caso ocorrido na Espanha acendeu uma luz amarela para nosso blog. A acusação de charlatanismo foi considerada uma ofensa, mesmo sem sequer verificada. Além do charlatanismo, o "Espiritismo" pratica de fato, infelizmente, desonestidade doutrinária, pois fala muito sobre Allan Kardec, mas defendendo pontos que contradizem com as teses do codificador francês.
Mal algo pode ser feito para reverter isso. São duas maneiras: ou os "espíritas" fazem uma revisão doutrinária na religião em que acreditam e desistem de tudo que foi feito pela FEB, inclusive descartando - sim descartando, jogando fora - Bezerra de Menezes, Chico Xavier, Divaldo Franco e similares. Estes são os deturpadores que inseriram um monte de ideias estranhas que arruinaram a doutrina original. 
Ou, na hipótese de querer preservar o repertório dogmático, que soa tão agradável aos próprios seguidores, poderiam fazer o oposto, seguindo os pontos abaixo:
PARA COMEÇAR, MUDAR DE NOM…
Postagens recentes

'Fake news' no Brasil da psicografia 'fake'

(Autor: Professor Caviar)
A revista Veja, na edição lançada na última semana mas datada de 17 de janeiro próximo, tem como capa o problema das fake news, um fenômeno preocupante que anda se multiplicando não só nas redes sociais, mas também em várias páginas surgidas na Internet, como falsos portais de notícias: Diário do Poder, Jornalivre, Imprensa Viva, Pensa Brasil, Folha Política, Gazeta Social, Implicante, Jornal do País são alguns dos principais sites de fake news produzidos no Brasil.
As fake news são geralmente páginas de extrema-direita, com notícias falsas e tendenciosas, contendo forte carga opinativa e apelo sensacionalista, falsamente defendendo a pátria brasileira e contendo propostas abertamente golpistas.
Muitas dessas páginas são patrocinadas e recebem dinheiro por fora de empresas. Essas páginas causam muita empolgação nos reacionários das redes sociais, sobretudo os partidários do truculento Jair Bolsonaro, que muitas dessas páginas o glorificam através de notícias…

Por que todos nos calamos!

OBS.: O texto, publicado em algumas páginas na Internet, nos alerta sobre o silêncio e o consentimento em relação à deturpação do Espiritismo, um processo maligno que cresceu tanto que hoje até o Espiritismo autêntico se tornou refém dos deturpadores, sobretudo "médiuns" que, por sinal, adoram apelar para outros aguentarem as adversidades em silêncio.
==========
Por que todos nos calamos!
(Autor: Marcelo Henrique)
Primeiro eles vieram com a exaltação à "santidade" e a "pureza", ou "perfeição" do homem de Nazaré. Deturparam textos de Kardec, com traduções bizarras. E você se calou!
Depois, resolveram editar "Os quatro evangelhos" e, massificadamente, utilizaram o expediente da publicidade em sua "revista oficial", a da Reforma - não por acaso - divulgando a obra com seu epíteto "a revelação da revelação", porque "precisavam" de "novidades". E você se calou!
Então, foram introduzindo livros, ditos psic…

"Caridade espírita": mais vaidades, menos benefícios

(Autor: Professor Caviar)
Muitos exaltam a suposta filantropia dos "espíritas". Acham que ela é "transformadora" sem realmente observar os resultados alcançados, que são ínfimos. Tomados de profunda cegueira emocional, os tietes dos festejados "médiuns espíritas" acham que basta o prestígio religioso deles para a "caridade" ser tida como "profundamente transformadora e revolucionária".
Mas, a respeito do equívoco dessa "caridade", muito oportunamente o jornalista e estudioso espírita, José Herculano Pires - o tradutor mais fiel ao texto original da obra kardeciana - , comentou sobre o "médium" baiano Divaldo Pereira Franco, em carta a um amigo e também jornalista, Agnelo Morato:
"(...) conduta negativa como orador, com fingimento e comercialização da palavra, abrindo perigoso precedente em nosso movimento ingênuo e desprevenido; conduta mediúnica perigosa, reduzindo a psicografia a pastiche e plágio – e reduzin…

Divaldo Franco e o sofrimento por escolhas erradas

(Autor: Professor Caviar)
É muito fácil se promover pelo malabarismo das palavras e comercializar tudo isso em palestras e livros. Mais fácil ainda é usar o mel das palavras e a desculpa que os lucros e prêmios por elas resultantes são "para a caridade", como se os palestrantes, oradores e escritores fossem sustentados tão somente por "luz".
Há muita ilusão nas docerias de palavras da religião, sobretudo a "espírita", catolicizada e afastada dos ensinamentos franceses originais. Reduzida a uma versão repaginada do Catolicismo jesuíta medieval, que predominou no Brasil-colônia, hoje o "espiritismo" se limita a ser um simulacro de ação social e um arremedo de receituário moralista, dos mais conservadores.
Daí que temos que questionar essas palavras com sabor de mel, e trazê-las para o contexto da realidade, o que não deve ser confundido com a aplicação do melífluo palavreado como supostas lições de vida. Eis o que o "médium" baiano Diva…

Poema de Chico Xavier revela caráter fraudulento de 'Parnaso de Além-Túmulo'

(Autor: Professor Caviar)
Reproduzimos, da página da revista Reformador, da Federação "Espírita" Brasileira, edição de 16 de maio de 1930, portanto, dois anos antes do embuste literário Parnaso de Além-Túmulo, primeiro livro supostamente psicográfico do "médium". A imagem que vemos corresponde à página original, digitalizada.
É um soneto cujo estilo se assemelha, e muito, aos textos poéticos atribuídos a outros autores no referido livro "mediúnico", pois, embora haja um esforço de imitação estilística dos poemas publicados em relação aos supostos autores espirituais, o que se vê em Parnaso de Além-Túmulo são poemas do próprio Francisco Cândido Xavier, feitos com a ajuda do presidente da FEB, Antônio Wantuil de Freitas e editores a serviço da federação.
A constatação dessa autoria terrena se deu não só por opositores do "movimento espírita" como o líder católico Alceu Amoroso Lima, mas, por acidente, pelo próprio "fogo amigo" dos "…

Texto igrejeiro, rebuscado e prolixo de Divaldo Franco sobre a paz

(Autor: Professor Caviar)
Nada mais chato do que ficar divagando o tempo todo sobre a paz. Ninguém estranha a atitude do "médium" Divaldo Franco que, a exemplo de seu amigo Francisco Cândido Xavier, queriam privatizar, para si, as virtudes humanas, como se estivessem se responsabilizando por uma franquia. Chico Xavier queria ser o "dono" da palavra "amor", como se exercesse direito autoral sobre esta palavra. Divaldo fez o mesmo, com a palavra "paz".
As pessoas, tomadas de muito deslumbramento, ficam hipnotizadas pela idolatria religiosa e pelos apelos emocionais exagerados, porém perigosos, que estão por trás. Não sabem o quanto é chato teorizar demais sobre a paz, uma ideia que nem precisa de tanta teoria assim. É triste ver que um "médium", a título de se passar por "ativista da paz", o faça para promover sua vaidade pessoal e receber prêmios de autoridades e pessoas ricas, através de um discurso que parece agradável, mas…

Texto de Artur da Távola, na boa-fé, exaltando Chico Xavier

(Autor: Professor Caviar)
Vamos reproduzir aqui um texto do jornalista Artur da Távola, que faleceu em maio de 2008 aos 72 anos, sobre o "médium" Francisco Cândido Xavier.
Artur, cujo nome de batismo era Paulo Alberto Artur da Tavola Moretzsonh Monteiro de Barros, foi um importante jornalista, advogado, radialista, e político brasileiro. Não era necessariamente uma figura progressista, mas tinha suas virtudes, como o profundo conhecimento sobre música clássica. Foi um dos fundadores do PSDB, partido que, pela blindagem que recebe da mídia, dos meios jurídicos e da sociedade, é comparado com o que o "espiritismo" recebe no âmbito das religiões.
Aqui reproduzimos um texto no qual Artur da Távola, que então era colunista de O Globo, publicou primeiro no jornal Lavoura e Comércio, de Uberaba, exaltando Chico Xavier. Embora em certo trecho Artur fale que a trajetória de Chico Xavier se deu "acima e além das paixões religiosas", são justamente as paixões relig…