Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2018

Muito difícil haver as chamadas "falanges" de espíritos artistas

(Autor: Professor Caviar)
Há um mito de que grupos de espíritos artistas, mesmo de diferentes procedências e épocas, se reúnem como se fossem um time e participem de supostos eventos artísticos, envolvendo artes plásticas, ou enviem obras que compõem antologias poéticas, prosadoras ou musicais.
Esse mito se deu pela má interpretação do que ocorreu com a obra de Allan Kardec. Consta-se que espíritos diversos teriam enviado mensagens sob a coordenação do Espírito de Verdade para difundir mensagens que foram aproveitadas em obras como O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns e Evangelho Segundo o Espiritismo.
No entanto, esses autores não se reuniram num clubinho e prepararam mensagens para Allan Kardec publicar como se fosse editor de um periódico estudantil. Segundo sua biografia, o que ocorreu na verdade foi uma seleção de uma enxurrada de mensagens aparentemente psicográficas que Kardec recebeu de outros médiuns - lembrando a todos que o verdadeiro médium, como mostravam aqueles t…

Divaldo Franco se contradiz com frase sobre enganação

(Autor: Professor Caviar)
Vamos mostrar agora uma frase de Divaldo Franco, atribuída ao espírito Joana de Ângelis mas, com certeza, da própria mente do "médium" - ele não consegue esconder a uniformidade de estilo em suas mensagens "psicográficas" - , que deveria ser um recado para ele mesmo. Vejamos:
"Nunca enganes a ninguém. A vida é grande cobradora e exímia retribuidora. O que faças aos outros sempre retornará a ti".
Deturpador previamente alertado pelo eminente Herculano Pires, espírita autêntico , Divaldo tornou-se o "pavão dourado" do "movimento espírita", se ostentando pelo mundo, divulgando muito mal a Doutrina Espírita, e, portanto, contradizendo-se a si mesmo, tornando-se, ao lado de Francisco Cândido Xavier, o maior enganador da humanidade usando o nome do Espiritismo.
Defensor de ideias igrejeiras inspiradas em Jean-Baptiste Roustaing, Divaldo no entanto vende ao público a falsa imagem de "kardecista genuíno", ag…

A "caridade" da Mansão do Caminho: uma farsa?

(Autor: Professor Caviar)
Diante dos comentários reacionários de Divaldo Franco, exaltando a Operação Lava Jato, condenando a ideologia de gênero e falando mal dos governos do PT, ficamos perguntando: que líder humanista é esse? Que militante pacifista é esse? Que filantropo é esse?
Lembrando episódios sombrios, como um antigo comentário do espírita verdadeiro José Herculano Pires sobre Divaldo, definindo a "caridade" deste como "conduta condenável" e, mais recentemente, do apoio de Divaldo Franco ao desumano prefeito de São Paulo, João Dória Jr., a ponto de permitir-lhe lançar, no evento, um duvidoso e nocivo composto alimentar - a "farinata" ou "ração humana" - , ficamos perguntando se o suposto "maior filantropo do Brasil" que só ajudou 0,0012% da população brasileira, também não seria realmente duvidoso nesse terreno.
Durante muito tempo se blindam os "médiuns espíritas" pela suposta caridade, feita como gancho para abaf…

Conservadorismo desmascara falso "Espiritismo" brasileiro e leva-lo ao fim

(Autor: Kardec McGuiver)
Dizem os mais sábios que mentira tem perna curta. Mas esta mentira durou mais de 130 anos. Depois de enganar multidões por um período relativamente longo, o que os brasileiros conhecem como "Espiritismo", algo que seria uma ciência infelizmente transformada em uma igreja de dogmas absurdos e contraditórios, começa a ruir graças a sua incapacidade de sustentar teses sem lógica, que pareciam agradáveis a muitos ingênuos seguidores.
As declarações recentes de Divaldo Franco, considerado pela opinião pública como a maior liderança daquilo que o senso comum define como "Espiritismo", tem deixado muitos seguidores de cabelo em pé, se esquecendo de que a versão brasileira da doutrina sempre foi conservadora e totalmente rompida com a racionalidade da doutrina original.
Muitos se esquecem das declarações de Chico Xavier no programa popularesco Pinga Fogo, da extinta TV Tupi, onde... digamos... vomitou o mais retrógrado conservadorismo a ponto de e…

A risível narrativa da Independência do Brasil que Chico Xavier botou na conta de Humberto de Campos

(Autor: Professor Caviar)
Na risível patriotada de Chico Xavier, atribuída ao espírito Humberto de Campos, o "médium" resolveu colocar o autor maranhense, que, em 1938, fazia uns três anos de apropriação pelo esperto mineiro, há uma narrativa da Independência do Brasil que, em se tratando de uma obra "mediúnica", soa constrangedora, porque repete o ponto de vista das narrativas conservadoras dos piores livros de História do Brasil.
Além da atribuição, bastante duvidosa e ao arrepio da Ciência Espírita, do filho Dom Pedro II ter sido o centurião Longinus, nota-se que a abordagem superestima os fatos brasileiros como a Independência do Brasil e o Primeiro e Segundo Impérios, atribuindo a eles um suposto marco de construção do tal "coração do mundo".
O texto abaixo não seria escrito, com muita certeza, por Humberto de Campos, sendo o uso deste nome bastante leviano e impróprio para uma obra dessa natureza, que nem de longe reflete o estilo pessoal do autor …

"Isso também passará" - Mensagem de Maria, Mãe de Jesus, a Chico Xavier

(Autor: Professor Caviar)
O "médium" Francisco Cândido Xavier se revela, mesmo postumamente, um reles igrejeiro, mistificador e criador de confusão, enquanto rebaixou o Espiritismo a uma versão repaginada do Catolicismo medieval que foi introduzido pelos jesuítas no Brasil durante o período colonial.
Católico dos mais ortodoxos, o suposto médium mineiro Chico Xavier era rezador acima da média, a níveis de um beato católico, mesmo, e, com isso, era adorador do mito de Maria de Nazaré, mãe de Jesus. 
E isso vai  contra os ensinamentos espíritas, pois, sabiamente, Allan Kardec não acreditava que Maria fosse um espírito tão especial quanto Jesus de Nazaré e duvidava que ela tivesse influenciado o filho na sua peregrinação. Aliás, há registros de que Jesus agiu com rebeldia, fugindo de sua família para falar com intelectuais num estabelecimento.
O texto abaixo é pura mistificação, e só serve para católicos preguiçosos que vestem a capa de "espíritas" professarem sua be…

"Espíritas" sempre defenderam a Justiça seletiva. Daí o apoio a Operação Lava Jato

(Autor: Professor Caviar)
Muita gente estranhou quando Divaldo Franco manifestou apoio à Operação Lava Jato. Numa entrevista, disponível no YouTube, Divaldo definiu toda a equipe envolvida na operação, do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, à 8ª turma do Tribunal Regional Federal da 4{ Região (TRF-4), passando pelos conhecidos Sérgio Moro, Deltan Dallagnol e Carlos Fernando dos Santos Lima.
Houve seguidores de Divaldo Franco que reclamaram de tal postura, e, no seu wishful thinking, pediam para Divaldo desfazer de sua postura e pensar "mais à esquerda". Impossível: "médiuns espíritas" são todos uns conservadores. Mas o pensamento desejoso cria seus malucos e vemos gente pedindo para o Francisco Cândido Xavier da entrevista do programa Pinga Fogo, da TV Tupi, de 1971, rever suas posições. "Vou botar o vídeo no início e quero ver Chico Xavier criticar a ditadura militar". O vídeo toca, Chico faz a defesa da ditadura registrada no vídeo do prog…

Chico Xavier e Divaldo Franco "patentearam" as palavras "amor" e "paz"?

(Autor: Professor Caviar)
É deplorável, praticamente, tudo que é praticado pelo "espiritismo" brasileiro. Uma deturpação irresponsável, um rol de equívocos, fraudes, dissimulações, mentiras, meias-verdades, mistificações, arrivismos, pretensas caridades, juízos de valor etc etc etc que permanecem impunes e imunes à menor investigação. Nem o jornalismo investigativo de hoje se encoraja a investigar seus podres, com o medo que tem de "atacar o trabalho do bem".
As críticas que se faz, na Internet, contra o "espiritismo" brasileiro nem de longe vêm de intolerância religiosa. A intolerância que se tem é contra a mentira e a desonestidade doutrinária, contra a ação dos traidores de Allan Kardec que fingem ser seus mais fiéis discípulos, falando mal da vaticanização dos outros, quando praticam, sem o menor pingo de escrúpulo, a sua própria e apaixonada vaticanização.
Quantas promessas são feitas, pelos próprios deturpadores da Doutrina Espírita, de recuperação…

Mocidade foi exaltar Chico Xavier e acabou brigando com Afoxé Filhos de Gandhi

(Autor: Professor Caviar)
Quando se fala que o "espiritismo" brasileiro, por sua natureza deturpada e seu conteúdo medieval, traz azar, muitos não gostam e acham um tremendo absurdo. Mas isso ocorre, sim, porque uma religião deturpada, que comete traições doutrinárias ao precursor Allan Kardec, só consegue trazer más energias.
A Mocidade Independente de Padre Miguel, que no passado teve como presidente de honra o bicheiro Castor de Andrade, decidiu fazer um samba-enredo intitulado "Namastê... A Estrela Que Habita em Mim Saúda a Que Existe em Você", aparentemente ecumênico e pacifista.
O enredo, que evoca várias crenças e fala em paz, cita duas personalidades duvidosas da religião: Madre Teresa de Calcutá e Francisco Cândido Xavier, através de seu apelido conhecido, Chico Xavier. As duas personalidades foram notórias defensoras da ultraconservadora Teologia do Sofrimento, que faz apologia à desgraça humana sob o pretexto de obter benefícios póstumos no "Céu&qu…

O poder maligno por trás da retratação ao "espiritismo" brasileiro

(Autor: Professor Caviar)
São muito conhecidos os casos de retratação "espírita". Pessoas céticas ou críticas que acusavam o "espiritismo" brasileiro de promover charlatanismo, questionavam as pretensas psicografias apontando fraudes de fácil comprovação, e ateus que acham perda de tempo seguir essa religião, mas que, no primeiro contato com um "espírita", mudam totalmente de posição e passam a ser beatos da doutrina que rejeitavam.
Essas atitudes são, oficialmente, tidas como "atos de coragem e de perdão", quando na verdade são atos de pura fraqueza, covardia e submissão, em muitos casos indo para a fascinação obsessiva, quando se refere à subordinação aos apelos emotivos mantendo relativa lucidez, e para a subjugação, quando a subordinação atinge graus extremos que fazem as pessoas abrirem mão da própria individualidade e da auto-estima em prol da submissão religiosa.
Devemos chamar a atenção a esse grave problema, da "síndrome do carnei…

Mais uma equivocada mensagem de Chico Xavier que contradiz a si mesma

(Autor: Professor Caviar)
Mais uma mensagem equivocada de Francisco Cândido Xavier e que certamente mostra a sua falsa modéstia e mostra também uma grave contradição, se levarmos em conta a idolatria obsessiva que se pratica em relação aos "médiuns espíritas", alvos de um tipo de adoração que corresponde à fascinação obsessiva, um tipo grave de obsessão que a literatura espírita original já preveniu com muita antecedência.
Vejamos então a frase, que parece bonita mas é até muito piegas: "Amar, sem esperar ser amado e sem esperar recompensa alguma". Mais uma mensagem de apelo igrejista do deturpador pioneiro Chico Xavier.
Vamos pensar um pouco. Chico Xavier, como os demais "médiuns espíritas", são os que mais receberam recompensas na Terra, privilégios comparados aos ricos da fortuna material terrena, do luxo dos tesouros materialistas, acumulados pela ambição, pela vaidade e pela adulação dos outros.
Os "médiuns", como Chico Xavier e Divaldo Fr…

A FEB diz condenar as 'fake news'! E as 'psicografias fake'?

(Autor: Professor Caviar)
O que são fake news? São aquelas notícias falsas que são produzidas para criar impacto, geralmente transmitidas em caráter puramente opinativo, e, por mais verossímil que seja, dificilmente consegue esconder alguma invencionice, alguma fantasia descarada. Em muitos casos, as fake news servem apenas para humilhar ou exaltar a pessoa do interesse de quem produz esses factoides.
E o "espiritismo" brasileiro? Ele é movido por supostas psicografias que apresentam aspectos fake. São mensagens que destoam claramente das caraterísticas pessoais dos autores mortos alegados e cujas informações são colhidas por fontes literárias ou jornalísticas diversas, além do acervo pessoal deixado por cada morto e dos depoimentos de familiares e amigos vivos.
Em muitos casos, se usa um nome famoso para impressionar a opinião pública. Algo que o próprio Allan Kardec alertava como perigoso e reprovável, porque, por trás de um "nome ilustre", existe muita mistific…