Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2018

Chico Xavier não previu Jair Bolsonaro, mas previu lema bolsonarista

(Autor: Professor Caviar)
A foto montagem ao lado, baseado numa foto montagem famosa, pode ser fake como ilustração, pela dupla inserção do "médium" Francisco Cândido Xavier numa foto original em que um anônimo abraça um "Jesus Cristo" gorducho e que circula no Brasil com a inserção do rosto de um Chico Xavier com jeito de afobado.
Na montagem aqui publicada, se insere o rosto de Jair Bolsonaro, trazendo uma nova interpretação, tal a afinidade de ambos, figuras ultraconservadoras até com certa afinidade astrológica (Sol em Áries) e uma trajetória arrivista, que se iniciou através de muita confusão.
É claro que Chico Xavier não previu, na famosa mensagem de 1952 atribuída ao fictício André Luiz, a ascensão de Bolsonaro. As caraterísticas da "profecia" remetem mais a Aécio Neves, mas o tucano mineiro não conseguiu propriamente se ascender como líder e teve que se contentar em atuar pelos bastidores, como um dos mentores do governo de Michel Temer.
No entan…

O Brasil medíocre: Chico Xavier, Bolsonaro, Olavo de Carvalho, "funk" e subcelebridades

(Autor: Professor Caviar)
Por que o Brasil é tão apegado a tanta mediocridade? Por que o país é considerado um dos mais ignorantes do planeta? Por que as pessoas se apegam ao abjeto, ao ridículo, ao ultrapassado, ao piegas? Por que o Brasil é um balneário de espíritos grosseiramente inferiores? Por que o Brasil é um paraíso de arrivistas? Por que, no Brasil, erros graves se tornaram a receita do sucesso?
O coquetel de absurdos que já existia no Brasil, pelo menos num contexto mais moderno, desde o período de 1974 a 1979, atingiu seu ponto máximo com a vitória eleitoral de Jair Bolsonaro, algo que está em plena conformidade com a "data-limite" sonhada por Francisco Cândido Xavier e com seu lema "futurista" que diz "Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho", que no fundo era uma previsão do lema bolsonarista "Brasil, Acima de Tudo, Deus, Acima de Todos", praticamente uma adaptação do antigo lema do "médium" mineiro para a linguagem…

Por que Chico Xavier NUNCA fez caridade

(Autor: Professor Caviar)
Conhece-se a caridade pelo resultado e não pelo prestígio do suposto benfeitor. Infelizmente, caridade passa a ser vista num prisma extremamente conservador, na qual se superestimam ações meramente paliativas, através de um discurso muito confuso e cegamente emocional, na qual muitos não se decidem em admitir se a suposta filantropia apenas "aliviou a dor" dos necessitados ou se suas vidas foram "realmente transformadas".

A "caridade" vira apenas um gancho para a sociedade endeusar instituições, empresas e personalidades, enquanto os necessitados se tornam apenas um detalhe, como figurantes de um espetáculo. Se a "caridade" é um presépio, os mais necessitados são apenas vaquinhas que enfeitam o cenário. Um "benfeitor" vendo crianças tomando sopinha na verdade quer dizer que os pobres e necessitados apenas "enfeitam" o espetáculo que só serve para a promoção pessoal do pretenso filantropo.

Pois Franc…

Prova de que Chico Xavier defendia a reforma trabalhista e a Escola Sem Partido

(Autor: Professor Caviar)
Francisco Cândido Xavier detestava esquerdistas. A declaração certeira no programa Pinga Fogo da TV Tupi não foi um impulso do momento, e foi feito com total consciência dos atos e consequências. Não podemos cair na tentação de dizer que os "médiuns" só decidem quando as ações são positivas, pois em muitos casos eles agem de forma negativa conscientes do que estão fazendo.
Com isso, mostra-se que o reacionarismo com apetite bolsonarista de Chico Xavier é fato e ele foi reacionário até o fim da vida, apenas maneirando nas suas declarações, o que enganou completamente as esquerdas e os ateus.
Existem provas diversas do ultraconservadorismo explícito e convicto de Chico Xavier. Sua obra se baseia na Teologia do Sofrimento, corrente do Catolicismo medieval, já que seu ideário sempre apelava para os sofredores a aceitarem e aguentarem, por tempo indeterminado, as desgraças e os retrocessos da vida, sob a desculpa de que "tudo passa" e que &quo…

"Protegido" por "centros" e nome de rua "espírita", área de Niterói é dominada pelo tráfico

(Autor: Senhor dos Anéis, via e-mail)
Com dois "centros espíritas", um no lado do Barreto e outro próximo a Venda da Cruz, e uma rua com o nome de um dos roustanguistas pioneiros, Dr. March - homenagem ao "espírita" Guilherme March - , a região de bairros da Zona Norte de Niterói que se avizinha a São Gonçalo vive uma rotina de medo e violência extrema.
Tiroteios acontecem em plena luz do dia. O entorno da Rua Dr. March é perigoso e o toque de recolher, em várias ruas de seu entorno, é obrigatório. O antes tranquilo bairro do Barreto é hoje um subúrbio de alta periculosidade e grupos rivais do tráfico de droga travaram guerra para disputar o domínio na região.
Na Engenhoca, não é diferente. Houve até mesmo incêndios criminosos em ônibus da Auto Ônibus Brasília, que opera na área, obrigando a empresa, que já estava em dificuldades, ter que renovar sua frota com ônibus quase todos usados. Depois das 19 horas, transitar na altura da Rua Prof. João Brasil, que vai da …

Malcolm Muggeridge foi o Steve Bannon de Chico Xavier

(Autor: Professor Caviar)
Com a vitória eleitoral de Jair Bolsonaro motivada pelas campanha fake do marqueteiro de Donald Trump, Steve Bannon, dono da Cambridge Analytica, nos lembremos da campanha que transformou outro arrivista, Francisco Cândido Xavier, em um semi-deus defendido pelos seguidores e simpatizantes fanáticos e motivados pela fascinação obsessiva exercida pela imagem do "bondoso médium".

Pois essa imagem, que agrada a muitos e pega desprevenidas até pessoas com algum relativo grau de esclarecimento - um perigo que já havia alertado, com antecedência, o professor Allan Kardec - , foi um discurso muito engenhoso produzido por outra figura de forte atuação midiática, o jornalista inglês, católico e ultraconservador, Malcolm Muggeridge (1907-1990).
Foi Muggeridge que adocicou a imagem de Madre Teresa de Calcutá, uma religiosa reacionária que depois foi denunciada por maltratar doentes e pobres nas casas mantidas pela sua organização Missionárias da Caridade e de …

Caso João de Deus se deve à permissividade do "espiritismo", a partir de Chico Xavier

(Autor: Professor Caviar)
"O Chico Xavier foi, sem dúvida, uma daquelas pessoas que Deus colocou no meu caminho, para me fazer refletir sobre a vida, suas dificuldades, seus desencontros, a agir e pensar nos meus irmãos como se fosse eu próprio. Simplesmente ele me ensinou a amar". A frase foi dita pelo "médium" João Teixeira de Faria, o João de Deus, em entrevista à revista Isto É, de 31 de maio de 2018, cerca de seis meses antes de estourar o escândalo de denúncias de assédio sexual.
Hoje as denúncias se ampliam em acusações de ocultação de patrimônio financeiro, de produção sem autorização de remédios na farmácia da Casa Dom Inácio de Loyola, porte ilegal de arma e outros crimes, sem falar dos de charlatanismo e exercício ilegal da medicina. O charlatanismo envolveu até dois casos de mortes de doentes que o "médium" não conseguiu curar com suas supostas cirurgias mediúnicas, feitas pelo mesmo caráter duvidoso de Zé Arigó (1921-1971), que dizia receber…

Nosso Lar não é socialista, e obra segue a analogia Barra da Tijuca-Cidade de Deus

(Autor: Senhor dos Anéis, via e-mail)
Não há razão alguma para definir a suposta cidade espiritual de Nosso Lar como uma sociedade socialista, como tão risivelmente tentam definir alguns delirantes indivíduos que tentam ao mesmo tempo serem "espíritas" da linha igrejista e esquerdistas da linha socialista.
Claro que existe louco neste mundo e há quem ache picolé de jiló uma delícia. Mas o problema é que a comparação de Nosso Lar com uma suposta comunidade socialista sonhada por Karl Marx esbarra em uma série de problemas.
Em primeiro lugar, a suposta cidade espiritual nem de longe lembra uma cooperativa de proletários, pela aparência luxuosa que contrasta até mesmo com os padrões de um operário que tenha conquistado alguma prosperidade. O aspecto luxuoso, que lembra os condomínios de luxo, dá, segundo a ótica marxista, a Nosso Lar não o caráter de uma sociedade socialista, mas antes o de uma sociedade burguesa, que, no seu âmbito, também atua pela solidariedade com os seus.

"Médiuns espíritas" trazem energias negativas, até para quem gosta deles

(Autor: Professor Caviar)
Os "médiuns espíritas" trazem energias bastante negativas, maléficas, nocivas. Até para quem gosta deles. Isso é muito doloroso dizer e muitos reagem com muita revolta e indignação - daí as energias negativas que repousam como magma de um vulcão adormecido - , mas isso é verídico porque o "espiritismo" brasileiro se guia de duas posturas bastante desonestas: os desvios doutrinários referentes aos ensinamentos originais do Espiritismo francês e a prática de atividades fake tidas como "mediúnicas", num país em que não se tem concentração sequer para ouvir uma música.
Essas atitudes desonestas atraem espíritos negativos. E eles chegam para ficar, se fingindo de espíritos bondosos e apelando para aparatos de doçura e beleza. A negatividade pode se sustentar com aparatos de beleza. Se até um seriado juvenil como South Park pôde nos alertar a isso, no famoso episódio natalino em que os bichinhos fofos da floresta eram, na verdade, esp…

Diante do caso João de Deus, mídia tenta blindar Chico Xavier

(Autor: Professor Caviar)
Diante da crise causada pelo caso João de Deus, a mídia hegemônica se esforça para tentar salvar a reputação de Francisco Cândido Xavier. Conhecido como Chico Xavier, o "médium" sempre combinou, em si, a esperteza de Aécio Neves, o reacionarismo de Jair Bolsonaro e a suposta filantropia de Luciano Huck, os três numa só pessoa. 
Mas Chico também tem um lobby que faz fazer prevalecer a imagem idealizada e fantasiosa do "médium", pois a imagem que predomina de sua pessoa é aquela montada pela narrativa importada do inglês Malcolm Muggeridge, capaz de transformar religiosos reacionários em supostos símbolos de amor e bondade, praticamente privatizando as virtudes humanas nas pessoas de uns poucos ídolos religiosos, falsos cristos feitos para o consumo beato da fascinação obsessiva e do fanatismo religioso.
Isso é muito perigoso. Manipula-se o discurso, se aproveitando da memória curta, dos relativismos mil, de tanta retórica que falseia a ver…

Vitimismo, a estratégia dos falsos cristos do "espiritismo" brasileiro

(Autor: Professor Caviar)
Os falsos cristos do "espiritismo" brasileiro defendem a Teologia do Sofrimento: pedem aos sofredores aguentar as desgraças em silêncio, sem queixumes, esperando que Deus um dia traga as "bênçãos prometidas", não se sabe quando.
Mas a Teologia do Sofrimento, que é uma espécie de "cristianismo de Pôncio Pilatos" - porque vê o sofrimento de Jesus sob o ponto de vista de seus condenadores - e remete ao Catolicismo da Idade Média, também serve como uma carta na manga quando os próprios ídolos do "espiritismo" brasileiro apelam para o vitimismo para não serem postos à ruína, seja pela punição da Justiça, seja pelo descrédito popular.
Muitos imaginam que Francisco Cândido Xavier teve uma trajetória limpa, íntegra, simples e admirável. Grande engano. Isso foi uma ilusão plantada por uma narrativa que prevalece nos últimos 40 anos e nem foi inventada no Brasil, já que foi trabalhada pela mídia hegemônica a partir de um roteiro …