Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Nem tudo que é espiritual é espírita"

Imagem
(Autor: Kardec McGuiver)
Uma das coisas que mais favoreceram Chico Xavier e esse "Espiritismo" pirata praticado no Brasil é a ideia de vida após a morte e da comunicação com os mortos. As pessoas adoram usar isso como justificativa para validar o médium e a falsa sita que construíram com o nome da ciência criada por Kardec (e que eles não seguem).
Mas se esquecem todos que nem tudo que envolve vida após a morte pode ser considerado Espiritismo, já que esta palavra na verdade surgiu para designar um sistema de fatos e teses comprováveis através de métodos científicos e não essa seita cheia de ilusões que existe no Brasil e se espalha pelo mundo através das colônias de brasileiros.
Na verdade, existe a palavra Espiritualismo, que parece bem mais correta e que deveria ter sido utilizada para definir tudo que envolve crença (que é diferente de conhecimento, embora alguns insistam em negar isso) em vida pós morte.
As religiões afro-brasileiras, o Budismo e  Hinduismo, além de outras …

Não existe aqui difamação contra Chico Xavier. Existe é esclarecimento

Imagem
(Autor: Kardec McGuiver)
Os chiquistas ficam sempre em sentinela quando o nome de seu maior ídolo, Chico Xavier, é mencionado. Quando algum sensato faz uma crítica justa ao médium, os fãs do mesmo começam a se agitar. Muitos apelam para a agressividade para defender o médium que julgam ser perfeito. Vários acusam da calúnia, difamação e alertam para uma suposta campanha contra o mesmo. Mas não e nada disso.
Erasto disse a Kardec que devemos alertar os outros sobre os falsos profetas e que não devemos te piedade e nem mesmo medir palavras para denunciá-los. É caridade impedir o avanço da influência de farsantes e é recomendável que caia uns poucos homens irresponsaveis para preservar a segurança e o bem estar de uma multidão de inocentes.
Portanto, o que fazemos aqui é denunciar este farsante que angariou falso prestígio e que infelizmente ainda e bem influente em nossa sociedade graças a um falso mito construído ao redor dele.
Chico Xavier nunca conheceu o Espiritismo, inseriu dogmas estr…

Mesmo nos meios combatentes, o igrejismo ainda comanda

Imagem
(Autor: Profeta Gandalf)

Tentei divulgar em uma comunidade no Facebook sobre Espiritismo uma das postagens passadas deste blogue e dois membros não gostaram do que foi escrita nela. Se incomodaram com a linguagem livremente informal e crítica da postagem enviada e exigiram uma profundidade maior quanto ao assunto, além de uma linguagem mais formal. 
Tentei contra-argumentar detalhadamente e com lógica as reclamações deles, mas um deles achou que eu não "aceitava conselhos", tendo que acatar o tal incômodo. Apaguei a minha postagem integralmente e desisti de estimular a análise lançada pelo texto do link sugerido. Espero não ser expulso da comunidade por causa desse mal entendido.
Mas se esqueceram eles que este aqui é um apenas um mero blogue, não um site formal, e posto aqui o que me vem na cabeça, amadoramente escrito da maneira que sei escrever, como se fizesse parte de um diário e não de um tratado oficial. Não tenho pretensões de transformar este blogue em fonte para estud…

Os "Espiritas" brasileiros não conhecem Roustaing, mas o seguem com fidelidade

Imagem
(Autor: Profeta Gandalf)

Se você chegar a um integrante do Movimento Espírita brasileiro, daqueles que acreditam nessas bobagens ditas por médiuns carismáticos, e perguntar se ele conhece Jean Baptiste Roustaing, o cara que distorceu a Doutrina Espírita, certamente você vai ouvir um "não, eu não conheço esse cara". Mas se você, sem citar o nome de Roustaing, citar algumas das ideias lançadas por ele, certamente verá um sorriso na face dessa pessoa, que falará que concorda com tal ideia.
Mas porque, apesar de cultuado pela direção da FEB, ele ainda é desconhecido da maioria dos espiritólicos. Simples. As suas ideias foram divulgadas sem citá-lo, nas palavras de médiuns carismáticos como Chico Xavier, claramente rustainguista. E aí o estrago foi feito.
Claro que Roustaing ainda é muito polêmico, mesmo entre os espiritólicos, já que nem todos os pontos defendidos em sua obra Os Quatro Evangelhos, são aceitos pelos seguidores místicos da doutrina, como o corpo fluídico de Jesus e a…

Afinal de contas, o que aconteceu a Amauri Pena, o sobrinho de Chico Xavier?

Imagem
(Autor:  Equipe Obras Psicografadas)
Em um artigo recente do jornalista Johnny Bernardo de 26/12/2011, levantou-se novamente a polêmica do que aconteceu ao sobrinho de Chico Xavier, que acusou o tio de mistificador e jamais ter sido assessorado por espíritos, sendo um devorador de livros. Tudo isso hoje é comprovadamente verídico. Mas há grandes dúvidas sobre como Amauri morreu. Felizmente, a FEB está digitalizando os antigos números da revista “Reformador” e consegui achar no número de setembro de 1961, página 215, a versão correta sobre a sua morte. Tenho, assim, o prazer de revelar com exclusividade aqui o verdadeiro destino de Amauri.

Antes, porém, reproduzirei o conteúdo do artigo de Bernardo que traz as versões levantadas:

Filho de Maria Xavier, irmã mais velha de Chico Xavier, Amauri Pena nasceu em 1933, em Pedro Leopoldo; um ano e seis meses depois muda com sua família para Sabará (MG). Desde pequeno demonstrou interesse por literatura e aos dez anos já havia lido a versão “psico…

Chico Xavier poderia ter usado seu prestígio para mudar o país

Imagem
(Autor: Kardec McGuiver)
Curioso. O homem mais bondoso do universo (se ele encerrou sua reencarnações, como dizem, é porque ele era o maior em todo o universo) na conseguiu livrar o país de todos os seus problemas, se imitando a uma caridade frouxa e paliativa e a erros como ficar obsediando filhos mortos de mães desequilibradas em uma atitude que lembra muito as tábuas Ouija.
Não há provas concretas de que Chico Xavier tenha feito benefícios que justificassem o mito da bondade máxima. Para nós, Xavier só é tido como tal por causa de corresponder a um estereótipo de bondade, que junto a fato de ter sido líder religioso reforça este mito.
Mas bem que Xavier poderia ter usado  seu prestígio e carisma para criar um ativismo social que pudesse resultar em beneficio real e eficiente que não fosse paliativo e consolador e sim eliminador definitivo de todos os problemas sociais.
Não dá para classificar com "bondade máxima" algo que só serve como paliativo. O verdadeiro bondoso não cons…

Para encerrar reencarnações é preciso passar por todas as etapas da evolução, sobretudo a intelectual

Imagem
(Autor: Kardec McGuiver)
Algo totalmente contrário ao que confirma o Espiritismo paira na mente dos que dizem seguir a doutrina no Brasil: a lenda de que Chico Xavier encerrou a sua capacidade de reencarnar por - supostamente - ter atingido a evolução máxima. Algo sem o menor sentido, aceitável apenas para quem não utiliza de maneira responsável a capacidade de raciocinar.
Vários fatores provam que é impossível Xavier ter encerrado a sua capacidade de reencarnar. Uma delas são os erros doutrinários contidos nas obras que levam o nome do médium. Como alguém com "evolução máxima" e supostamente a "maior autoridade" na doutrina iria escrever livros com erros tao absurdos, contradizendo as pesquisas kardecianas? Ele fez isso para brincar, para testar? Alguém com evolução máxima teria responsabilidade máxima, desistindo de ficar perdendo tempo com asneiras em uma doutrina que pretende ser séria e transformadora.
Outro fator é que a Terra é um planeta de provas e expiação. …

Mais malandragem: a tese do "intelectual falido"

Imagem
(Autor: Kardec McGuiver)
No programa Pinga Fogo (talk show que existia na extinta TV Tupi e que era muito popular na época), durante uma entrevista, entre outras revelações, Chico Xavier disse que era a "reencarnação de um intelectual falido". O que isso pode significar a favor dos "espíritas" cristãos?
A tese de "intelectual falido na verdade é uma espécie de trambique para que Xavier possa continuar sendo considerado "superior" mesmo que alguém perceba algum erro em suas obras escritas. Simples: inventa-se que Xavier "ficou burro" porque na vida anterior "fez mau uso da intelectualidade" e para "pagar" teve que vir desta forma. Legal que a tese ainda reforça a teoria rustanguista de que a reencarnação só serve para sofrer. Teoria defendida pelo próprio Xavier, mas condenada por Allan Kardec.
Essa malandragem serve para proteger Xavier, a maior fonte de dinheiro para os diretores da FEB e de centros "espíritas", …

Dizer que Chico Xavier era o Kardec que voltou é uma malandragem

Imagem
(Autor: Kardec McGuiver)
Há uma grande gama de pseudo-espíritas que acreditam na absurda teoria de que Chico Xavier era a reencarnação de Allan Kardec, com quem vivia contradizendo o tempo todo. O critério para essa afirmação absurda e bem superficial: o prestígio naquiloque os seguidores entendem como doutrina e a necessidade de priorizar o Brasil como pátria "espírita" o que não passa de um bem safado ufanismo materialista.
Mas na verdade, além do ufanismo e da ideia tola de que Kardec (o grande desconhecido dos brasileiros) tinha "escolhido" o Brasil para voltar, como se "Deus" tivesse dividido o país (divinizar a pátria? Xiiii...), a absurda lenda serve também para dispensar os crédulos seguidores de Chico Xavier de estudar Kardec.
E mesmo que os tolos que acreditam na tese admitissem que o conteúdo dos livros de Kardec e de Xavier diferem bastante, vão sugerir outra tese absurda de que Xavier resolveu "corrigir" e "atualizar" a sua o…

Um kardecismo sem Kardec?

Imagem
Mesmo sem de fato conhecer a obra de Allan Kardec, os "espíritas" brasileiros adoram ser  rotulados de "kardecistas". Tanto pela tentativa de se diferenciar das religiões afro-brasilairas (que se rotulavam de "espíritas" para escapar de perseguições racistas), como pelo desespero de se associar a Kardec na tentativa de obter autenticidade e fachada de "ciência" de "fé raciocinada".
Na verdade uma verdadeira confusão organizada é observada neste fato. Muitos dos supostos e"espíritas" nunca estudaram de fato as obras de Kardec. E mesmo os que leram, talvez acostumados com o excesso de romances supostamente psicografados que são despejados em livrarias do gênero pelo país, absorveram o conteúdo como se fosse uma obra lúdica, para ler e ser esquecida. 
Nenhum estudo sério sendo feito pelos supostos "espíritas". Nem mesmo durante o supostamente compulsório "Evangelho no Lar" que apesar de ser algo estranho à dout…

Chico Xavier, segundo a revista O Cruzeiro

Imagem
(Autor: David Nasser)

Era uma vez um moço ingênuo e feliz, vivendo numa cidadezinha ingênua e feliz, perto de Belo Horizonte. O moço se chamava Francisco Cândido Xavier e não desmentia o nome. A cidadezinha, Pedro Leopoldo, arrastava suas horas de doce paz, entre as missas de domingo e a chegada do trem da capital. Não se sabe como, numa noite ou num dia, Chico se mostrou inquieto e desandou a escrever. Terminando, disse, apenas, à família assustada: - "Não fui eu. Alguém me empurrava a mão". Desce êsse dia ou essa noite, Chico Xavier perdeu o sossêgo e também o de sua cidade. Turistas chegavam, atraídos pela fama do moço-profeta. Pedro Leopoldo ia crescendo e Chico Xavier ia ficando importante. Nunca mais teve paz. Nunca mais pôde sair pela rua, sem ouvir um pedido de saúde ou uma prece de gratidão. Se ao menos fôsse só isto. Era mais, muito mais. Eram os curiosos do Rio, de São Paulo e de Belo Horizonte, pedindo consultas ou detalhes pelo telefone interurbano. Era a legião …

Duas filosofias com o mesmo nome, mas atitudes totalmente diferentes

Imagem
Assim como o verdadeiro Islamismo não aprova os atos violentos normalmente associados a este, o verdadeiro Espiritismo (que não é religião como o Islamismo) não aprova todas as bobagens que costumam associar à doutrina. Esta má compreensão do que é o Espiritismo acabou criando dois Espiritismos: o real e o fantasioso.
O real, descoberto por Kardec com a participação de espíritos em suas pesquisas (esse negócio de revelação missionária mais parece uma tentativa de mistificar Kardec, transformando numa espécie de "bruxo"), é muito racional e pretende estudar tudo que ainda não é conhecido no mundo material. É uma ciência, mas como Kardec era um educador, aproveitou também para estudar os efeitos morais, o que para os leigos e os seguidores mais sentimentais entenderam como "missão divina" e "religiosidade".
Graças a essa confusão, que infelizmente não é exclusividade dos chiquistas febianos (seguidores de Chico Xavier e médiuns similares além dos ditames da F…

As ilusões do Espiritismo à brasileira continuam fortes

Imagem
(Autor: Profeta Gandalf)

Não tem jeito. Pelo que se observa, o mito de Chico Xavier e a sua influência na versão brasileira da doutrina ainda vão continuar por muitos anos. Mídia, seguidores e não seguidores ainda, ao ouvir falar na palavra "Espiritismo", a primeira imagem que lhes vem a mente é a de Chico Xavier. Os "espíritas" brasileiros se consideram kardecistas, mas de Kardec nada sabem, preferindo a sedução do mitológico médium mineiro, falecido em 2002.
Por isso mesmo, não me assumo mais como espírita, embora siga as orientações das pesquisas kardecianas e os estudiosos que tentam dissociar a doutrina desse chiquismo sincrético responsável por essa bagunça toda. A luta para dissociar é dura, pois o prestígio que o médium tem é enorme e bem sólido.
A FEB tem trabalhado muito, junto aos meios de comunicação, para manter vivo o mito do ingênuo médium, transformado (contra a vontade dele, vale lembrar) em "líder" da doutrina, mesmo indo contra o que Karde…

As semelhanças dos neopentecostais com a doutrina de Chico Xavier

Imagem
(Autor: Kardec McGuiver)
Os neopentecostais são muito criticados fora de suas igrejas. Seus erros estão de acordo com os estereótipos dos maus líderes religiosos e cada vez mais se tornam difíceis de se esconder. Praticamente somente os próprios seguidores situados dentro dessas igrejas que continuam confiando em suas lideranças.
Mas o que os brasileiros conhecem como "Espiritismo" acontece o contrário. Tido como acima de qualquer suspeita, acima do bem e do mal, ainda é bem visto por quem é de fora, como exemplo de seriedade e altruísmo extremo. Somente evangélicos, alguns ateus e espíritas "científicos" (como nós) sabem que os "espíritas" brasileiros sã mais parecidos com os neopentecostais do que se pode imaginar.
Apesar de construídos sobre base católica (o "Espiritismo" brasileiro é uma dissidência católica, fundada por católicos que acreditam em vida pós morte), o "Espiritismo" Cristão, nome que os próprios seguidores referem chamar…

Não se deve ensinar Chico Xavier a espíritas iniciantes

Imagem
(Autor: Senhor dos Anéis)

Iniciativa extremamente infeliz um blogue que se volta a ensinar Doutrina Espírita para iniciantes falar em "excelente entrevista" com Francisco Cândido Xavier, como se fosse maravilhoso ouvir suas "previsões" a respeito do futuro da humanidade.
Afinal, a iniciativa, além de ser pouco recomendável, ou melhor, até de muita urgência evitar, revela um grande risco de ensinar para os espíritas iniciantes coisas erradas, vindas de um grande mistificador e que, podemos dizer, era um grande charlatão.
O "espiritismo" já é uma doutrina confusa nas mentes dos mais experientes, cheia de contradições que mesmo quem se diz entendido da doutrina no Brasil não consegue discernir, O duplipensar "espírita" faz os veteranos ficarem desnorteados, entre o pedantismo científico e o deslumbramento religioso, imagine o que ele faria com os iniciantes.
Já sabemos dessa entrevista de Chico Xavier. Ele foi falar do mesmo lero-lero religiosista de s…

Se tudo que falam sobre Chico Xavier fosse verdade, Uberaba teria o maior IDH mundial

Imagem
(Autor: Kardec McGuiver)
Chico Xavier é considerado por muitos o homem mais perfeito que esteve no mundo. Curioso que esta definição sobre Chico, que deturpou as obras de Allan Kardec, também contraria as obras da codificação que dizem que Jesus é que é o homem mais elevado que esteva na Terra.
Xavier é tido como o maior exemplo da altruísmo que esteve no país e estereótipo máximo do cidadão bondoso. Tudo uma lenda, pois ele, além de não ter feito nenhuma transformação social que justificasse seu poderoso altruísmo, obsediou filhos mortos de mães desesperadas, acusou vítimas de culpadas pela desgraça que sofreram e escreveu muitas frases fazendo apologia ao sofrimento.
E mais: se Xavier fosse realmente o "boníssimo" homem que todos deliradamente não hesitam em exaltar, a cidade onde ele viveu a maior parte da vida Uberaba, no interior mineiro, teria uma qualidade de vida estrondosa, só para dizer o mínimo relacionado a responsabilidade que o médium tinha segundo a sua mitologia…

Parábola da Vaquinha explica necessidade de romper com Chico Xavier

Imagem
(Autor: Senhor dos Anéis)
Pode parecer cruel, mas a Parábola da Vaquinha, um dos mais populares contos sobre a acomodação humana, revela uma necessidade de rompermos com certas zonas de conforto para obtermos coisas melhores para nossa vida.
Ela é uma grande lição para os "espíritas", que a cada tempo retrocedem num preguiçoso misticismo e numa acomodação religiosa que os faz piores do que católicos e evangélicos, reduzindo a doutrina de Allan Kardec num sub-Catolicismo frouxo e conformista.
E há uma analogia que fazemos da Vaquinha com Francisco Cândido Xavier. Com seu histórico de práticas infelizes que fariam Allan Kardec passar a mão no rosto de tanta aflição, Chico Xavier nunca foi mais do que um católico paranormal que foi empurrado para o Espiritismo sem entender, mesmo de forma superficial, a doutrina kardeciana.
Muito do que ele escreveu, fez e disse, mesmo quando aparentemente se volta à "caridade", foi extremamente nocivo à doutrina de Kardec e corrompeu gra…

A teologia do sofrimento de Chico Xavier

Imagem
(Autor: Professor Caviar)
É um grave equívoco chamar Francisco Cândido Xavier de ativista, progressista e transformador. É um sério erro atribuir a ele qualquer qualidade de renovador, revigorante, revolucionário, pois Chico Xavier é, na verdade, o que há de retrógrado e passadista na História do Brasil.
Quem tiver a disposição de prestar atenção no histórico de Chico Xavier, vai reparar que ele nunca passou de um católico paranormal, que se comportava como se fosse um caipira saudoso do Segundo Império, e que teve a fantasia infantil, que carregou por toda a vida, de ver seu incipiente país se tornar a nação mais poderosa do mundo.
A desculpa dessa fantasia ganhou nome: "Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho". Essa ideia, que virou até livro - usando o nome de Humberto de Campos, que em verdade nunca iria escrever uma palhaçada como esta - , já existia desde o Parnaso de Além-Túmulo e ainda era expressa em 1986 quando Chico Xavier divulgou o sonho que ele teve em 1969.