Você contrataria um incompetente só porque é uma boa pessoa?


(Autor: Kardec McGuiver)

Você precisa pintar a sua casa. As paredes estão sujas. Você quer mudar a cor e o tipo de pintura na parede. Para isso você procura um pintor. Mas o trabelho e caro demais. Então você recorre a um profissional com um precinho mais em conta. Finalmente aparece um.

Mas o que aparece não é um bom pintor. Pintar até pinta. Mas pinta mal. Desconhece os vários tipos de tinta, desconhece métodos de pintura e até o período necessário para a secagem. É lambão e deixa uma bagunça quando o serviço acaba, sendo incapaz de deixar tudo arrumado e limpo.

Mas acontece que o tal pintor ruim é uma boa pessoa. Querido no bairro onde mora, ajuda seus amigos, acaricia as cabecinhas das crianças, socorre doentes e auxilia idosos. É honesto, cumpre seus deveres e paga as obrigações financeiras antes do prazo.

Mas aí eu pergunto: você contrataria um pintor ruim só porque ele é uma boa pessoa? Claro que não! Mas um líder espírita ruim você aceitaria como mestre sem questionar, só porque é  - na teoria - uma boa pessoa. Pois este é o caso do superestimado Chico Xavier, o "dono" das almas dos brasileiros.

Longe de questionar se ele foi bondoso ou não, para não desviar o foco (se bem que não há evidências de que sua bondade tenha realmente melhorado as vidas dos brasileiros), Xavier é estigmatizado por ser a "bondade máxima" e isso é usado frequentemente como escudo para que seus admiradores o protejam de qualquer tipo de crítica, mesmo as justas e respeitosas.

E o fato dele ter sido bom permite que ele, que nunca entendeu Espiritismo seja visto como maior autoridade da doutrina? Bondade existe em varias religiões e principalmente fora delas. Ser bondoso não faz ninguém ser espírita ou não. Ou seja, a bondade não caracteriza doutrina, embora seja um de seus aspectos.

E Chico Xavier foi um espírita incompetente. Entrou em frequente contradição com Allan Kardec, despertou ilusões em seus seguidores e inseriu além de vários pontos estranhos, além de muita pieguice religiosa que não condiz com uma doutrina que se pretendeu ser científica. Chico Xavier corrompeu o Espiritismo e o ideal que ele e sua influência fossem eliminados de uma vez por todas de sua historiografia.

E você ainda cultua o médium que não entendeu nada como se fosse sua maior liderança só porque ele parecia bonzinho. Acorde! Se você não aprovaria um pintor ruim só por seu bom mocismo, porque você aprovara um espírita ruim? 

Seja coerente. O Espiritismo não precisa de Chico Xavier e estaria muito melhor se não fosse por ele.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria