Livro com base em documentário tenta reforçar mito da "profecia da Data-Limite"

(Autor: Professor Caviar)

Isso soa uma piada. Um documentário que se baseou num livro que agora se tornou base para outro livro. Não bastasse a publicação Não Será em 2012, de Geraldo Lemos Neto e Marlene Nobre, ter sido lançada, e olha que ela também é baseada em uma entrevista de Geraldo, que se fundamentou no bate-papo com Francisco Cândido Xavier que, por sua vez, citou uma "previsão" dada no livro A Caminho da Luz por Emmanuel, ainda tem um livro que se baseou no documentário que se baseou numa entrevista que se baseou num relato em conversa que se baseou em sonho que se baseou em livro "espírita" etc. Ufa!

Muita loucura. Não bastassem os delírios "proféticos" que envolvem toda essa palhaçada, que o professor Allan Kardec não teria um milésimo de segundo de hesitação em reprovar, já que ele nunca acreditava em datas fixas para mudança alguma, é a sucessão de produtos que envolvem essas pretensas profecias.

Junta-se os livros A Caminho da Luz com Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, este de 1938 e de autoria de Chico Xavier e Antônio Wantuil de Freitas, apesar do crédito leviano a Humberto de Campos (que, sabemos, NUNCA teve a ver com Chico Xavier, só fez uma resenha de livros, morreu e foi para bem longe daqui). Vemos a "promessa" do Brasil ser o tal "coração do mundo e pátria do Evangelho" e a "futura reunião" de Jesus com os grandes líderes do além. Deu no sonho de Chico Xavier relatado a Geraldo Lemos Neto em 1969.

Aí Geraldo Lemos Neto foi entrevistado por Marlene Nobre e o rapaz divulgou o caso. Foi em 1986. Deu origem ao livro Não Será em 2012, que "destrincha" todo o "sonho" de Chico Xavier e as suas supostas previsões sobre o futuro do planeta.

E aí o filme gerou o documentário, Data-Limite Segundo Chico Xavier, de 2014, dirigido por Fábio Medeiros, com entrevistas de vários "espíritas", que descrevem teses pseudocientíficas aqui e ali, e travestem de "análises científicas" o moralismo religioso que está por trás disso tudo, de fazer a humanidade ficar boazinha porque senão Deus castiga com catástrofes aqui e ali, só poupando o Brasil que seria destinado a comandar o mundo etc.

Agora é a vez do livro baseado no documentário baseado num outro livro. Intitulado também Data-Limite Segundo Chico Xavier, a publicação, recém-lançada, reforça o conteúdo do documentário e mostra os bastidores e detalhes não aproveitados no filme. Foi escrito por dois co-produtores do filme, Juliano Pozati e Rebeca Casagrande.

O que tem em comum este produto e seus antecessores é que se trata de um mero moralismo religioso que se sustenta em supostas previsões científicas e geopolíticas que fariam o "velho mundo" ser destruído e o Brasil (obaaaaaaaaa!!!!!) será promovido a nação-líder do planeta.

A obra não condiz com a verdadeira essência da Doutrina Espírita. Aliás, nada dessa série de produtos e relatos aqui e ali tem a ver com a doutrina de Allan Kardec. Ele reprovava as fixações de datas para transformação da humanidade e ele nem de longe gostaria de ver o conteúdo desses produtos todos, dos livros do final dos anos 1930 a este novo livro, passando pelos relatos de 1969, pela entrevista de 1986, pelo livro de 2011 e pelo documentário de 2014.

Nada disso seria aprovado por Allan Kardec, porque ele veria neles todo tipo de mistificação e suposições que contrariam a lógica e o bom senso. Se as pessoas pudessem ler o livro A Gênese, de Kardec, com muita atenção, verá que tudo o que Chico Xavier "previu" não passa de uma grande lorota de um fanático religioso metido a "líder espírita", feita para impressionar os incautos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria