Pular para o conteúdo principal

Xavier pode ter sido obrigado a doar seus direitos autorais

(Autor: Kardec McGuiver)

O título desta postagem pode soar como um soco violento naqueles que acreditam no médium como sinônimo de perfeição e bondade infinita. A cada dia que lemos mais a respeito não somente de Chico Xavier, mas desse "Espiritismo" pirata praticado no Brasil, mais erros encontramos. Há muito mais do mais fétido lodo no fundo desse poço podre do "espiritismo" brasileiro.

Em várias fontes, eu ouvi relatos que comprovam que os manuscritos originais que deram origem aos livros "psicografados" por Chico Xavier foram jogados fora, descartados e destruídos. Não se tem nada dos escritos originais das famosas obras que rendem fortunas e mais fortunas para o "espiritismo" brasileiro. E Xavier, tão "zeloso" pelo que ele fazia, não fez nada para impedir isso?

Bom, muitos episódios sugerem que o médium que nunca entendeu a Doutrina Espírita e que era católico até no DNA, não tinha capacidade de decisão. Sem ater à hipótese dele ter um não sido um doente mental, o que se sabe é que ele era facilmente manipulado, aceitando com tranquilidade a decisão de outros.

Não é de surpreender que ele tenha sido obrigado a ceder os direitos autorais às lideranças da FEB para que estes façam o que bem entender com esses direitos. Claro que inventaram que Xavier teria decidido "por conta própria dar para a caridade", fazendo como ele dizia com certa pompa, "transformar palavras em pão para os necessitados". Frase linda na teoria, mas nula na prática.

Resta saber que tipo de necessitados, pois as vendas dos livros de Xavier rendem até hoje muito dinheiro e não temos um conhecimento real das ajudas decorrentes dessa forma de caridade. Se eles acham que mostrar seria sinal de vaidade, lembramos que esconder também é, além de não sabermos se de fato a caridade está sendo feita. Temos a obrigação de acreditar em algo sem provas só porque está sendo dito? Já vimos isso muitas vezes, com muita gente. 

Informações seguras alegam que o mito da bondade de Chico Xavier é na verdade um plágio de outra farsa, o mito da Madre Teresa, que largava os doentes abandonados em péssimas condições nos lugares que arrumava para eles enquanto viajava com autoridades em jatos de luxo. O jornalista inglês Christopher Hitchens, famoso na época, conseguiu desmascarar a falsa caridosa. 

Xavier não chegou a repetir os erros de Madre Teresa, mas errou tanto quanto ela, fazendo caridade paliativa, mediunidade irresponsável, participações em fraudes e o pior: distorcendo uma doutrina resultando num travamento da evolução intelectual e espiritual dos seus seguidores. 

E com tantos erros somando ao fato de que era manipulável, uma multidão de ingênuos ainda querem elegê-lo como líder máximo da humanidade? E como um cara que não decidia nada por si, iria decidir pelo destino de toda a humanidade? Francamente, Chico Xavier não presta!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Silêncio da imprensa em torno do caso Divaldo Franco-João Dória Jr. é grave

(Autor: Professor Caviar)
De repente, até a imprensa de esquerda desaprendeu a fazer jornalismo. O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., enquanto divulgava a intragável "farinata", composto alimentar de procedência e valor nutricional duvidosos, exibiu o tempo todo a camiseta do evento Você e a Paz, comandado pelo "médium" Divaldo Franco. O silêncio total da imprensa quanto a este aspecto tem muito o que dizer, e não são coisas boas.
Em primeiro lugar, João Dória Jr. não exibiu a camiseta do Você e a Paz porque foi a única camiseta branca que encontrou ele que costuma usar camisas de colarinho e paletó. Também não foi uma iniciativa comparável à de um moleque usando camiseta de banda. Houve um propósito para João Dória Jr. aparecer vestindo a camiseta do Você e a Paz, na qual havia o crédito do nome de Divaldo Franco.
Nenhum jornalista, por mais investigativo que fosse, chegou sequer a perguntar: "ora, se a 'farinata' era apoiada pela Arquidiocese de…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …