Chico Xavier fala sobre a Ditadura Militar

(Autor: Kardec McGuiver)

Nada melhor do que uma data cívica para lembrar esse lado nada oculto da personalidade do "homem mais bondoso da Terra", em que ele apoiou a Ditadura Militar no auge da pior fase em que o Brasil se encontrou em toda a História.

Nosso equivalente à Idade Média, a Ditadura Militar, em pleno AI-5, era caracterizado pelas torturas liberadas feito festa, ocorridas a revelia de governantes e realizada por cidadãos comuns, com a autorização e a proteção de oficiais do Exercito da época. Era este cenário escancaradamente violento que foi defendido por Xavier, o "homem-amor", que alegava que os ditadores eram missionários a construir (com sangue) o "reino de Amor".

Mais um dos tristes episódios que transformaram o "Espiritismo" brasileiro numa verdadeira bagunça, cheia de contradições, erros, pieguice, fé cega e totens adorados como bezerros (Bezerra?) de ouro modernos. Xavier aproveitou para mostrar o que estava abaixo de sua peruca e despiu de qualquer mascara ao afirmar apoio incondicional a tortura militar e reafirmar com absoluta irresponsabilidade que "o sofrimento é uma bênção", algo que foge a lógica e ao bom senso.

E infelizmente uma gigantesca multidão de tolos ainda acredita no médium enganador, farsante, charlatão e ainda por cima um falso bonzinho, chegando a agir feito cães de guarda raivosos para defender o seu falso mestre e mantê-lo no pedestal, acreditando ser ele o maior guia da humanidade brasileira. Lamentável ver que muitos otários ainda se ajoelham perante este embusteiro que achava que sofrimento dignifica e que a "felicidade" dos brasileiros se limitava a futebol (também cultuado pela mesmos ditadores sanguinários apoiados por Xavier, e um famoso filme brasileiro mostra esta dicotomia futebol/ditadura, alegria/tristeza).

Veja um trecho da entrevista do Pinga Fogo, talk show da época cuja maior audiência foi a participação do médium embusteiro que pelo menos deixou escapar muitas verdades a respeito de si, num verdadeiro e curioso ato de auto-iconoclastia. Tem que ser muito burro e otário para continuar acreditando em Chico Xavier em pleno século XXI!

Clique na foto abaixo para ver o médium mostrar a sua verdadeira "bondade" para com os brasileiros.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria