Pular para o conteúdo principal

Quem quer religião, não quer ciência

(Autor: Profeta Gandalf)

Religiões foram criadas pelos seres humanos como forma de dominação e poder. Tendo origem na mitologia, a ideia é usar seres imaginários e mitos falsos sobre personalidade reais para que seus seguidores se sintam protegidos, em troca de favorecimentos a líderes religiosos que obtém poder financeiro e de influência para estas pessoas.

Para que as religiões consigam seu objetivo, é necessário desencorajar qualquer racionalidade, estimulando a credulidade (que os religiosos chamam de "fé") em ideias e seres e comprovação duvidosa, criando uma espécie de "realidade imaginária" que dá conforto para as pessoas que acreditam nessas ideias e seres.

O Espiritismo, hoje infelizmente entendido como religião, surgiu como uma ciência que estuda o mundo espiritual e os estados de matéria desconhecidos em nosso planeta. Mas uma intrincada rede de mal entendidos a transformou em uma seita de base católica-reencarnacionista que eliminou qualquer vestígio de sua proposta original, resultando em toda essa confusão que está aí. Para a maioria, o Espiritismo é uma religião como outra qualquer, com muitas semelhanças com o Catolicismo.

Mas como o rótulo de "ciência" dá prestígio e serve também para dar autenticidade às bobagens enxertadas na doutrina, fala-se muito em "ciência" e "fé raciocinada" na forma deturpada que é amplamente conhecida. Mas como pode existir  uma ciência que "comprova" absurdos? Uma fé raciocinada sem raciocínio? Estudos sem estudo?

Sinceramente, o "Espiritismo" brasileiro deveria assumir sua condição de fé cega, de crenças em absurdos, de uma religiosidade dogmática e pueril que impede qualquer tipo de compreensão do mundo real. Aliás nem deveria se chamar "Espiritismo", pois se desviou tanto da proposta original do criador do termo, Allan Kardec, que era melhor ser conhecida como Novo Catolicismo Reencarnacionista, pois as semelhanças são muito maiores com o Catolicismo do que com a Doutrina Espírita. Até mesmo padres, freis e similares governam essa forma maluca de Espiritismo à brasileira, extremamente catolizada.

Triste ver esta confusão toda ser chamada de "ciência" para que seus seguidores e simpatizantes pensem que os absurdos defendidos fossem verdadeiros. Somente a falta de discernimento e de senso crítico podem favorecer esta cena triste, onde em nome da ciência, barbaridades são legitimadas, impedindo qualquer entendimento.

Este "Espiritismo" à brasileira nada tem de ciência. É uma seita religiosa de fé pura e nada racional, que se baseia no prestígio de pessoas e espíritos para se manter forte, enganando uma multidão de carentes que gostariam de ter alguma ideia para acreditar e tem que conviver, por pura ingenuidade, com os absurdos que estamos cansados de ver, ler e ouvir.

Mas de fato, quem quer religião, não quer de fato ciência. Se quisesse, preferia mil vez a não ser enganado por esta seita igrejista cheia de erros que se convencionou a chamar de "Espiritismo" no Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Silêncio da imprensa em torno do caso Divaldo Franco-João Dória Jr. é grave

(Autor: Professor Caviar)
De repente, até a imprensa de esquerda desaprendeu a fazer jornalismo. O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., enquanto divulgava a intragável "farinata", composto alimentar de procedência e valor nutricional duvidosos, exibiu o tempo todo a camiseta do evento Você e a Paz, comandado pelo "médium" Divaldo Franco. O silêncio total da imprensa quanto a este aspecto tem muito o que dizer, e não são coisas boas.
Em primeiro lugar, João Dória Jr. não exibiu a camiseta do Você e a Paz porque foi a única camiseta branca que encontrou ele que costuma usar camisas de colarinho e paletó. Também não foi uma iniciativa comparável à de um moleque usando camiseta de banda. Houve um propósito para João Dória Jr. aparecer vestindo a camiseta do Você e a Paz, na qual havia o crédito do nome de Divaldo Franco.
Nenhum jornalista, por mais investigativo que fosse, chegou sequer a perguntar: "ora, se a 'farinata' era apoiada pela Arquidiocese de…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …