Pular para o conteúdo principal

Chico Xavier, o Jean Baptiste Roustaing brasileiro

(Autor: Kardec McGuiver)

Uma mania doentia de muitos "espíritas" é achar que o médium católico Chico Xavier, que nunca entendeu o Espiritismo, era a reencarnação de Allan Kardec, tomando como ÚNICO critério o prestígio que os dois têm (mesmo que no caso de Xavier isso seja equivocado) dentro da doutrina. Uma insanidade irracional que contradiz a doutrina e que só faz sentido para os "espíritas" ufanistas que se esquecem que a condição de sermos brasileiros é exclusivamente material.

É bem mais lógico e sensato imaginar que Chico Xavier tenha sido o Jean Baptiste Roustaing que retornou. As ideias de Xavier e Roustaing eram praticamente as mesmas e em ambos houve o desejo e o esmero em não romper com o Catolicismo, algo que predomina no "Espiritismo" brasileiro, fortemente catolizado.

Xavier nunca deixou de ser católico, o que justifica o festival de enxertos inseridos na versão brasileira (e deturpada) da doutrina. Como Xavier era (e ainda é) violentamente influente no "Espiritismo" brasileiro, é conveniente que a fé do médium fosse incorporada pelos seus seguidores causando uma bagunça que favorece o surgimento de graves erros e contradições.

Chico Xavier era assumidamente roustainguista. Tinha grandes afinidades ideológicas com o advogado de Bordéus e citou inclusive o nome em algumas de suas obras, inclusive numa das mais famosas, o intragável Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, que narra a História do Brasil como se fosse um conto de fadas, sem fazer qualquer tipo de revelação surpreendente (o que já em si desqualifica como obra vinda de "espíritos superiores").

Mas provavelmente, Chico foi orientado a nao falar mais em Roustaing, visto que este não conseguiu ter para os "espíritas" brasileiros um prestígio que pudesse transformar o advogado de Bordéus em uma "divindade", como acontece com os outros mitos criados pela Federação "Espírita" Brasileira.

Roustaing, apesar de ter suas deias seguidas na prática, acabou virando um palavrão para os "espíritas" brasileiros. Foi mais conveniente pegar as deias de Roustaing e atribuí-las ao rival Allan Kardec, que tem um perfil que parece mais agradável aos brasileiros. 

E nesta onda de "kardequizar" Roustaing embarcou Xavier, um católico que entrou na doutrina "de paraquedas" e que nunca entendeu nada, mas é tido por muitos seguidores ignorantes como "o maior espírita brasileiro", numa irresponsabilidade que travou a evolução espiritual de seus seguidores.

Certamente Chico nunca foi Kardec. Se tivesse sido, em si seria uma distorção doutrinária e uma ofensa ao professor de Lyon. É muito mais coerente dizer que chico Xavier era o Roustaing que voltou. Para bagunçar o Espiritismo e estragar os planos do codificador que tanto sofreu para tentar ensinar um modo melhor de compreender a realidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

(Autor: Professor Caviar)
Na madrugada de ontem, numa serra na Colômbia, um trágico acidente ceifou quase todos os ocupantes de um avião que levava a equipe catarinense Associação Chapecoense de Futebol, time conhecido como Chapecoense ou, simplesmente, Chape.
No acidente, inicialmente 75 pessoas faleceram. A maioria dos jogadores do Chapecoense, parte da tripulação boliviana que estava no avião, jornalistas e dirigentes esportivos. Apenas seis pessoas foram resgatadas com vida. O famoso zagueiro Neto foi resgatado com vida, e está sob cuidados médicos.
A tragédia comoveu o mundo inteiro e revelou um sonho interrompido de um time em ascensão. Consta-se que o Chapecoense era melhor do que muito time festejado que vence fácil qualquer torneio, e seu time era considerado de grande entrosamento. Com a perda de muitos desses jogadores, o time terá que recomeçar a temporada de 2017 do zero, provavelmente aproveitando jogadores juvenis.
Sob a ótica "espírita", fala-se que o aciden…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …

Não quiseram cortar o mal pela raiz? Agora o estrago foi feito. Aguentem!

(Autor: Kardec McGuiver)
Muita gente reclama atualmente das críticas feitas a Chico Xavier. Não são críticas inventadas, são observações dos inúmeros erros cometidos pelo beato católico transformado em "liderança espírita" graças a um festival de manipulações feitas pelas lideranças da FEB, interessadas em fabricar um "santo vivo" para atrair gente e consequentemente, dinheiro. Dinheiro que ia muito pouco para a caridade e mais para as lideranças.
Se esquecem essas pessoas, cegas pela idolatria fanática a um verdadeiro charlatão que foi Chico Xavier, que se tudo fosse evitado antes, nada disso teria acontecido. Era preciso cortar a erva daninha no início, mas preferiram alimentá-la e deixar crescer. Hoje Chico Xavier é uma planta carnívora em dimensões colossais e o estrago que causou no Espiritismo se tornou algo praticamente irreversível.
Claro que houve tentativas para denunciar o charlatão no início. Mas sem a internet ou meios que propagassem as denúncias, el…