Chico Xavier e o título ganho de bandeja, gratuitamente

(Autor: Kardec McGuiver)

Anos atrás o SBT fez uma eleição entre os telespectadores (deu para perceber que os critérios são os mais superficiais possíveis) em que havia a intenção de definir o "brasileiro de todos os tempos". Chico Xavier ganhou. Mas não ganhou por causa de algum feito, mas pelo carisma.

Xavier agrada muita gente. Corresponde ao estereótipo do homem bonzinho, manso. O fato de ter sido religioso reforça este estereótipo que infelizmente não corresponde a realidade.

O título com a mais absoluta certeza, não foi merecido. Foi entregue assim de graça, como uma esmola. Xavier nada fez que realmente justificasse essa "conquista". Considerado por muitos o "homem mais bondoso do universo", se limitou a caridade paliativa que qualquer mortal praticaria com o mínimo de recursos. 

Estigmatizado como a bondade perfeita, Xavier fez perversidades, como autenticar participar de fraudes, obsediar filhos mortos de mães desesperadas e deturpar a doutrina, mudando teorias, inserindo enxertos estranhos e favorecendo mentiras e contradições. Na verdade, Xavier fez mais mal do que bem: uma verdade dolorosa que todos são obrigados a aceitar.

Como um cara assim recebe um título tão pomposo assim, sem ter feito qualquer coisa para merecê-lo. Certamente os que votaram nele ou estavam de brincadeira ou simplesmente confiaram no estereótipo relacionado ao médium-farsante.

Muitos brasileiros que fizeram muito mais que Xavier sequer foram indicados para a lista. Dá para ficar anos e mais anos enumerando os brasileiros que foram muito superiores em bondade que o ingênuo médium, que apesar de ser o "maior líder espírita" do Brasil, era católico fanático e nunca entendeu bulhufas sobre a doutrina que fingiu professar.

Mas ainda bem que a eleição do SBT era subjetiva e caiu no esquecimento, embora a lembrança disso tivesse sido colocada no estande da FEB na última Bienal do Livro, já que Chico Xavier é o grande vendedor de livros da editora, não cessando de enriquecer a mesma. 

O título que Chico Xavier com certeza mereceria é o de Galinha dos Ovos de Ouro do Movimento "Espírita". Esse sim um título que o mineiro enganador sempre fez por merecer.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria