Sites de ciência pecam pelo empenho em sustentar o falso mito de Chico Xavier

(Autor: Kardec McGuiver)

A ciência deveria sempre, sem hesitar, a verificar tudo que chega ás suas mãos. Questionar, analisar, confrontar, discordar, tudo é necessário e válido para que não nos enganemos, difundindo aquilo que não é verdadeiro.

Mas tem gente que não sabe fazer ciência e sem querer se livrar da fé religiosa, um perigo para quem trabalha com ciência, acaba por exaltar e difundir mitos falsos que acabam pondo em cheque todo o cientificismo feito por estas pessoas crédulas.

Dois sites supostamente dedicados à ciência, Filosofia Imortal e Saindo da Matrix, fazem esse tipo. Ambos estão empenhados em sustentar o mito de Chico Xavier, como quem embalsama um cachorro morto. Embalsamar um médium que nada tem de científico e muito tem de fé cega.

Xavier foi o maior charlatão que já esteve na face da Terra e toda a sua mitologia de superpoderes e de bondade extreme foi construída artificialmente para impulsionar a venda de livros, que do contrário que que se todos pensam, sustentou o médium e a sua entidade-patroa, a FEB, que de espírita só tinha o nome. Para gerar renda, um poderoso mito teve que ser criado. Mito muito bem construído, que engana muita gente até hoje.

Fatos reais comprovam que quase tudo que se fala sobre o médium é pura mentira. Xavier nunca estudou o Espiritismo, apesar de ser considerado até por leigos, a maior autoridade da doutrina. Sua mediunidade era do tipo "tábua Ouija" ou semelhante a famosa brincadeira do copo e quase sempre contava com o apoio de espíritos de índole duvidosa, disfarçados de "superiores", que atraiam a confiança cega de quem se achava necessitado de sua assistência.

Participou de fraudes, forjou psicografias, evocou espíritos do mal (disfarçados de bondosos) e difundiu uma metodologia totalmente equivocada que infelizmente é praticada nos centros "espíritas" até hoje. Xavier, tido falsamente como o "homem mais bondoso da Terra", morto no dia de maciça alienação coletiva por uma vitória fraudulenta em uma mera brincadeiriha, fez muito mais mal do que bem, como uma erva daninha a matar a Doutrina Espírita.

Até porque o Espiritismo não era o seu interesse. Católico da gema, fervoroso e praticante, so entrou no Espiritsmo com penetra após ser excomungado (expulso) da igreja que tanto amava. para se sentir à vontade, inseriu um monte de estranhos enxertos católicos na doutrina.

No Brasil, o que a maioria conhece como "Espiritismo" acabou sendo uma espécia de Catolicismo reencarnacionista, totalmente o oposto da proposta lançada por Allan Kardec. E ainda tem gente que comete a ofensa de dizer que um tolo como Chico Xavier é o próprio cientista Kardec que voltou? Ora, vão estudar, seus papalvos, que é melhor!

O que estes dois sites fazem é um desserviço à doutrina. É colocar um freio de mão na evolução espiritual do planeta, impedindo o desenvolvimento intelectual, acorrentando seus seguidores na mais alucinada fé cega, que é o combustívo desse falso Espiritismo.

Eliminar de vez Chico Xavier da história do Espiritismo é como tirar uma célula cancerígena. Tem que eliminar por completo. Tirando em partes, as chances do câncer fatal retorna se tornam fortes e assim a Doutrina espírita, codificada por Allan Kardec é totalmente incinerada, dando lugar a essa igreja idiota cheia de tolices colocadas por um ingênuo médium oriundo de outras crenças que não sabia o que estava fazendo no Espiritismo. Talvez se divertindo envaidecidamente com o culto fanaticamente cego devotado a seu mito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria