Pular para o conteúdo principal

Leitor reclama de psicografia 'fake' de Raul Seixas

(Autor: Eliezer Machado, via e-mail)

Me revolta saber do conteúdo dos tais livros que o senhor Nelson Moraes publicou usando o nome de Raul Seixas, mal disfarçado por um improvisado apelido de Zílio.

Li Um Roqueiro no Além achando que iria encontrar um Raul Seixas reflexivo, mas o que eu vi foi uma caricatura catolicizada e um tanto piegas, nem parecia um roqueiro baiano, parecia mais um noviço de Igreja Católica.

Fiquei fulo da vida. Cara, Raul Seixas morreu cedo, aos 44 anos, mandando bem na carreira, lançando o seu A Panela do Diabo junto com o grande Marcelo Nova, que hoje segue em frente zelando pelo bom rock da Bahia. Raul nos deixou de repente, embora soubéssemos de sua doença, com muito o que fazer e hoje teria feito uns belos 72 anos, esbanjando sabedoria e, com certeza, muito mais rock'n'roll com sua mente afiada que não tinha nada a ver com o molenga que adotava o codinome Zílio.

E que grande desrespeito à memória de Raul quando fui ao Whiplash ver a mensagem do suposto espírito falando um monte de trocadilho barato, como se Raul fosse não um mensageiro sagaz e urgente, mas um acrobata das palavras.

Bobagens como "o mundo só é uma droga para quem se droga no mundo", "a metamorfose agora é outra", "revelar ao mundo das ilusões a verdadeira Sociedade Alternativa", tudo um mero jogo de palavras, tão simplório, com as músicas conhecidas de Raul, que com toda certeza NÃO pode ser Raul Seixas, porque ele não faria uma leviandade dessas, ele não era um moleque a brincar com as letras de seus maiores sucessos. Ele era um homem sério, que pensava a vida de maneira nem sempre otimista, e no final da vida estava até um tanto cético quanto aos rumos do país.

Mas o pior mesmo é quando, nessa mensagem de "Zílio", há um relato que Raul Seixas nunca diria e que só serve para expressar esse moralismo retrógrado que os ditos "espíritas" no Brasil, completamente afastados de Allan Kardec, tanto fazem. De tão ligados à medieval Teologia do Sofrimento que pegaram da Igreja Católica, os "espíritas" brasileiros tiveram a infeliz ideia de incluir Raul Seixas entre os pregadores dessa ideologia infeliz:

"Antes de questionar a vida, questione a si mesmo, analise seus conceitos, seus sentimentos, sua gratidão por aqueles que o ajudaram a renascer na Terra e, com certeza, você encontrará uma grande razão para viver e lutar contra o único inimigo que pode derrotá-lo: você mesmo!"

Cara, Raul nunca diria isso!! Acorda, gente!! Raul era questionador, não diria esse recado absurdo. Nelson Moraes transformou Raul num idiota místico, quando no final da vida o roqueiro baiano já havia abandonado esse misticismo, se concentrando nas raízes roqueiras de sua música.

Raul nunca falaria nessa bobagem medieval de "inimigo de você mesmo", uma ideia muito perigosa que levou muita gente para o suicídio, porque essa ideia vem da Teologia do Sofrimento que deveria ter caído no esquecimento em algum calabouço de um castelo medieval abandonado. Se o sr. Nelson Moraes queria defender tais ideias, ele que o fizesse pela própria pessoa em vez de usar um ilustre nome falecido que não está mais aí para reclamar que nunca defenderia tais ideias.

Com certeza, essa psicografia fake de Raul Seixas/Zílio é uma grave e vergonhosa ofensa à memória de um grande músico e compositor, que nunca seria prisioneiro de suas aventuras místicas nem seria capaz de fazer apologia ao sofrimento humano. Respeitem Raul Seixas, por favor, e parem de faturar em cima de seu nome!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

(Autor: Professor Caviar)
Na madrugada de ontem, numa serra na Colômbia, um trágico acidente ceifou quase todos os ocupantes de um avião que levava a equipe catarinense Associação Chapecoense de Futebol, time conhecido como Chapecoense ou, simplesmente, Chape.
No acidente, inicialmente 75 pessoas faleceram. A maioria dos jogadores do Chapecoense, parte da tripulação boliviana que estava no avião, jornalistas e dirigentes esportivos. Apenas seis pessoas foram resgatadas com vida. O famoso zagueiro Neto foi resgatado com vida, e está sob cuidados médicos.
A tragédia comoveu o mundo inteiro e revelou um sonho interrompido de um time em ascensão. Consta-se que o Chapecoense era melhor do que muito time festejado que vence fácil qualquer torneio, e seu time era considerado de grande entrosamento. Com a perda de muitos desses jogadores, o time terá que recomeçar a temporada de 2017 do zero, provavelmente aproveitando jogadores juvenis.
Sob a ótica "espírita", fala-se que o aciden…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …

Globo e Abril estão blindando "movimento espírita"

(Autor: Professor Caviar)
O "espiritismo" brasileiro é, oficialmente, descrito como uma doutrina de vanguarda, um movimento filosófico-científico, um ativismo progressista que envolve ecumenismo religioso e outras atribuições positivas. Todavia, sua prática revela o contrário de todas essas atribuições, se revelando apenas uma forma requentada do Catolicismo medieval português, acolhendo dissidências que não aceitavam as reformas adotadas pela Igreja Católica brasileira a partir dos primórdios da República.
Todo o mito de "vanguardismo" e "progressismo" foi trazido pelo discurso demagógico da tendência dúbia que dominou o "movimento espírita" até recentemente. Hoje se observa uma transição gradual, quando a fase dúbia - que combinava uma pretensa volta às bases kardecianas e a manutenção do igrejismo herdado de Jean-Baptiste Roustaing - , vigente há quatro décadas após o fim da Era Wantuil, está cedendo espaço ao neo-roustanguismo, do qual se f…