Não faz sentido espíritas autênticos endeusarem Chico Xavier

(Autor: Professor Caviar)

Não há o menor sentido nem o menor grau de coerência nos espíritas que se consideram autênticos, independente das críticas que fazem à deturpação ou coisa parecida, darem alguma consideração a Chico Xavier.

Francisco Cândido Xavier foi o maior deturpador da Doutrina Espírita em toda sua história. Ele personificou com exatidão o perigo alertado por Erasto, que reagiria com severa reprovação a Chico Xavier e não engoliria as alegações de "bondade" e "humildade" associadas a ele.

Chico Xavier, só pelos livros que ele escreveu, contrariou seriamente o pensamento kardeciano, e isso é tão fácil de se constatar, bastando uma comparação mais atenciosa.

É só se dedicar a uma leitura mais atenta, desprovida das paixões chiquistas, e se verá que os livros de Chico Xavier são o que há de pior que se fez em termos de literatura pretensamente não-ficcional. Sim, porque muitas fantasias, ilusões e outros conceitos anti-doutrinários, trazidos pelas centenas de livros lançados por Chico Xavier, são comprovados quando se lê as traduções honestas dos livros kardecianos (recomenda-se a de José Herculano Pires e seus parceiros).

Só isso faz com que seja da natureza obrigatória dos espíritas autênticos jogar Chico Xavier no lixo, descartá-lo por completo e não dar um pingo de consideração a ele só porque "é bonzinho". É preciso sermos maduros e ver que esse papo de Chico Xavier ser "bonzinho" não tem pé nem cabeça, até porque muito de sua festejada "filantropia" não passa de mito, cheio de dados truncados e sem qualquer prova documental.

Os espíritas no Brasil se esquecem dos avisos de Erasto, sobre a rejeição, sem qualquer complacência, dos mistificadores e deturpadores da Doutrina Espírita. A rejeição tem que ser dura e sem qualquer concessão, porque os deturpadores usarão todo o verniz de "bondade" para jogar ideias contrárias à doutrina de Allan Kardec.

Só o fato de que Chico Xavier, em seus muitos livros, contrariou, com todo propósito, o pensamento de Allan Kardec, indica que a necessidade maior dos verdadeiros espíritas é rejeitar o "médium" mineiro de maneira definitiva, porque Chico Xavier nunca deu uma contribuição sequer em favor da Doutrina Espírita. Pelo contrário, ele só quis atrapalhar a verdadeira compreensão da doutrina de Allan Kardec. Isso é duro de dizer, mas é a verdade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria