Pular para o conteúdo principal

A nossa opinião sobre Jesus

(Autor: Kardec McGuiver)

Entendemos que o ateísmo é a recusa a existência de divindades. E também a compreensão de que o universo não pode ser controlado por uma pessoa ou algo parecido. Mas nada impede que aceitemos a figura de Jesus de Nazaré e as lições que ele deixou.

Nossa opinião é que Jesus existiu. Se foi um homem ou um grupo de homens, isso deve levar tempo para ser comprovado. 

O que aceitamos é que quem inventou o mito de Jesus não tinha o nível moral e intelectual para inventar as ideias brilhantes e extremamente avançadas defendidas pelo homem considerado por muitos "o Messias". Portanto, se tais ideias eram brilhantes, é porque alguém brilhante realmente existiu para defendê-las e  difundi-las. Brilhantismo que os criadores dos mitos religiosos da época  não eram capazes de possuir.

Se foi um homem, certamente Jesus era um ativista sócio-político. Não era líder religioso como quiseram consagrar. Morreu porque incomodava o sistema e era visto como ameaça às lideranças da época. 

Dizer que ele morreu para salvar a humanidade não faz sentido, foge totalmente da lógica e ainda serviu e base para a infame Teologia do Sofrimento, defendida por muitas religiões e também pelo "boníssimo" Chico Xavier, aquele que nunca entendeu o Espiritismo e que disse que os torturadores da ditadura militar eram "missionários" que iram trazer o "Reino de Amor".

Jesus nada deixou escrito e nem queria deixar. Humilde, não queria criar uma ideologia e muito menos uma igreja. Seu ativismo era de boca em boca e fez muitas amizades que o acolheram, já que não tinha residência própria.

Do contrário da mitologia construída ao seu respeito, Jesus, que era moreno e de traços árabes, se desentendeu com sua família. Fatos sugerem que ele tinha irmãos, seu pai não era adotivo (era verdadeiro, seu progenitor), e sua mãe, além de ter sido virgem apenas antes do relacionamento em que gerou seu primeiro filho, nunca concordou com ativismo de seu filho. Jesus provavelmente nasceu na época atribuída a sua Pascoa e anos antes de seu nascimento registrado.

Jesus morreu e não ressuscitou. Na verdade, ele se materializou diante de seus confidentes, formando uma aparência tangível, graças a presença do ectoplasma de algum médium nas proximidades.

Não realizou milagres e sim atos ainda não compreensíveis pela ciência, que poderão ser comprovadas em um futuro remoto graças a análises e não pela fé cega. Mas o seu grande legado mesmo foras as suas lições de paz, sabedoria e altruísmo, infelizmente nunca postas em prática por aqueles que o idolatram.

Apoiamos as pesquisas do Jesus Histórico e preferimos que ele seja descoberto após pesquisas e análises de fatos e objetos. A fé cega não passa de entretenimento vazio e nada serve para comprovar qualquer tipo de verdade. O que é limitado a fé cega e que passa longe da razão merece ser descartado como mentira.

Queremos um Jesus que esteja de acordo com os fatos. Um Jesus humano que acima de tudo, nunca chegue perto de ser uma divindade, como muitos ainda acreditam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Silêncio da imprensa em torno do caso Divaldo Franco-João Dória Jr. é grave

(Autor: Professor Caviar)
De repente, até a imprensa de esquerda desaprendeu a fazer jornalismo. O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., enquanto divulgava a intragável "farinata", composto alimentar de procedência e valor nutricional duvidosos, exibiu o tempo todo a camiseta do evento Você e a Paz, comandado pelo "médium" Divaldo Franco. O silêncio total da imprensa quanto a este aspecto tem muito o que dizer, e não são coisas boas.
Em primeiro lugar, João Dória Jr. não exibiu a camiseta do Você e a Paz porque foi a única camiseta branca que encontrou ele que costuma usar camisas de colarinho e paletó. Também não foi uma iniciativa comparável à de um moleque usando camiseta de banda. Houve um propósito para João Dória Jr. aparecer vestindo a camiseta do Você e a Paz, na qual havia o crédito do nome de Divaldo Franco.
Nenhum jornalista, por mais investigativo que fosse, chegou sequer a perguntar: "ora, se a 'farinata' era apoiada pela Arquidiocese de…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …