Chico Xavier, o Golpista

(Carlos Alencar, via e-mail)

Esquerdistas devotos de Chico Xavier, tremei-vos!!! Mal sabem vocês que seu adorado ídolo era um direitista ferrenho que odiava o ativismo social. Os sem-teto e sem-terra eram malvistos pelo bondoso médium que era entusiasta e difusor da Teologia do Sofrimento, aquela que dizia que sofrer acelerava a evolução do caráter. 

Os admiradores de Xavier ignoram - ou fingem que ignoram - a entrevista dada pelo seu tão querido "mestre", defendendo a ditadura militar em sua pior fase, quando nem os conservadores a defendiam mais. Xavier chegou a dizer que ditadores e torturadores estavam "construindo um reino de amor". Provavelmente somente dois brasileiros tiveram o privilégio de encerrar a capacidade de reencarnar, atingindo a evolução máxima: Chico Xavier e Coronel Brilhante Ulstra.

Aí fiquei pensando, antes de enviar esta missiva a vocês, que peço para ser publicada: se Xavier estivesse vivo, ele apoiaria o golpe de 2016. Citando aquele ufólogo de cabelo em pé: "a resposta é SIM!". Xavier teria apoiado o golpe. Chico Xavier teria sido um golpista.

Até porque vejo uma evidente adesão à direita no Espiritismo brasileiro. De palestras em centros a postagens em comunidades especificas nas redes sociais, vejo um discreto apoio ao governo Temer e uma demonização dos ideais progressistas. Me envergonha, para um esquerdista como eu, ver uma doutrina criada em nome da caridade, defende ideias tão anti-caridade como as defendidas pelos direitistas. Direitistas como Chico Xavier.

O golpe de 2016, que tirou uma presidenta honesta e altruísta para por um bando de corruptos atrelados ao capital especulativo (e anti-caridoso), tem total acordo com o modo de pensar de Chico Xavier que nunca fez caridade de fato, usando a filantropia para se promover como semi-deus, o que vai contra a doutrina original.

Mas o Espiritismo brasileiro não quer saber nem de Kardec, nem de Lula. Completamente elitizado, com maioria de seguidores ricos e graduados, o Espiritismo brasileiro preferiu o caminho do egoísmo negligente, da substituição da ação pela oração e pelo assistencialismo ineficaz que só serve para promover quem pratica.

Tenho a certeza absoluta de que Chico Xavier seria um golpista. Vejo muito de Chico Xavier não apenas em Michel Temer, mas em Aécio Neves, cliente-mentor do golpe, vindo da mesma Minas Gerais que "pariu" Chico Xavier, o charlatão-mor.

Se Chico Xavier tivesse sido responsável com a doutrina que ele fingiu abraçar, a sociedade brasileira teria evoluído intelectualmente e o golpe teria sido mais difícil de ter acontecido. Mas como líder da seita de papalvos, certamente apoiaria os papalvos e o golpe cometido por eles.

Desculpe ter me alongado. Achei importante escrever sobre isto. Peço que publiquem sem cortes, com título e foto a critério de vocês, corrigindo algum erro de digitação, se houver. E agradeço antecipadamente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria