A realidade comprova: "Data Limite" é uma farsa

(Autor: Kardec McGuiver)

Uma pessoa sonha um sonho banal, cujo conteúdo e baseado nas crenças pessoais. Tempos depois conversa para um amigo sobre o tal sonho. O tal amigo, fã do homem que sonhou, fica deslumbrado e decide, com base em interpretação pessoal, transformar o sonho em profecia. Lança uma tese e decide espalhá-la, acrescentando muitos supostos dados ao conteúdo do sonho, que era banal. O homem que sonhou, enfim é alçado à condição de profeta, aumentando o fanatismo já desenfreado de seus admiradores.

Esta narrativa não é a de uma situação qualquer. Estou me referindo justamente ao suposto sonho de Chico Xavier, que foi transformado em profecia por  Geraldo Lemos Neto, então um jovem religioso com aparência de seminarista (jovem aspirante a padre) e que entendeu que Chico Xavier deveria ser canonizado de alguma forma.

No "Espiritismo" brasileiro, na verdade uma cópia do Catolicismo medieval que se uniu com conceitos da chamada "feitiçaria", as lideranças são canonizadas de forma bem diferente da católica. São lançadas teses, através de livros que "comprovam" qualidades surreais a lideranças "espíritas", dando caráter de superpoderes que supostamente justificam a sua "superioridade espiritual". Isso ignorando a conclusão dada pelos espíritos sérios a Kardec que não existem espíritos superiores no planeta Terra, pois todos pertencem ao mesmo nível espiritual, variando apenas de sub-níveis.

Lemos Neto, fascinado pelo beato de Pedro Lopoldo, a quem considerava mestre, fez um serviço que interessava muito a FEB, que desejava lucrar com o médium para dar o "pão" (que nunca chegava) aos pobres e necessitados. Embora não publicados pela editora da FEB, os livros que tentam transformar o sonho religioso em profecia ajudaram a reforçar o mito do médium e acelerar as vendagens do livros assinados por ele. Afinal, quem não gostaria de ter uma obra de um "verdadeiro profeta vivo" em sua estante?

PROFECIA DE CONTEÚDO IGREJEIRO

O sonho em si é de um absurdo sem tamanho. Basta dizer que o seu conteúdo é basicamente igrejeiro. Preparem-se para rir: Jesus, suposto líder do planeta Terra, se reúne com supostas lideranças universais (importante notar a ausência de espíritos de intelectuais conhecidos) porque achavam que a viagem a lua iria servir de base - preparem se para rir ainda mais - para uma guerra interplanetária. Xavier e Lemos Neto andavam lendo muito livros de ficção científica na época. Só faltou dizer que o declarante da suposta guerra era verde, tinha olhos enormes, corpo de perereca e voz de robô.

No tal sonho, o único encarnado a participar da suposta reunião era o próprio Xavier, o que fez com que Lemos Neto, que já acreditava na suposta superioridade espiritual do beato de Pedro Leopoldo, acreditasse ainda mais, já que para "espíritas" brasileiros, um sonho como esse só poderia ser uma espécie de "autenticação espiritual" do conteúdo mostrado nele.

Na suposta profecia relatada na suposta reunião, a Terra entraria numa espécie de "moratória" de 50 anos e em 2019, caso a humanidade - mais risada - não se comportasse direitinho, obedecendo a "Papai do Céu", os lugares que não adotarem o cristianismo seriam destruídos através de catástrofe e terrorismo e que o Brasil, o país com o maior numero de cristãos, não somente iria ser poupado, como seria uma potência mundial e serviria de exílio para os intelectuais (???!!!) que fugiriam dos países que seriam destruídos.

Curioso que além da destruição de nações não-cristãs - algo estranho para quem se considerava "maior liderança espírita no Brasil" - entre as nações a serem destruídas estariam os países da Escandinávia (Noruega, Suécia, Dinamarca, Finlândia e Islândia), que comprovadamente são os que a população se encontra espiritualmente mais evoluída. Talvez para Xavier, o conceito de "evolução espiritual" fosse completamente diferente da que o bom senso recomenda.

A PROFECIA QUE DESMORONA DIANTE DA REALIDADE

O que ajuda ainda mais a desmoronar a tese absurda que ganhou o pseudo-científico nome de "Data Limite" é a realidade brasileira de hoje, principalmente após o golpe, onde um bando de capitalistas corruptos, supostamente em nome do "combate à corrupção" (???!!!), decidiu tirar uma presidente honesta do poder para que políticos corruptos pudessem ocupar cargos, com a intenção de satisfazer os interesses dos capitalistas e escapar da punição através do foro privilegiado, a ser julgado por um igualmente corrupto STF. Eu não sabia que se combatia corrupção colocando corruptos no poder. mas Brasil, terra em que um sonho maluco de Chico Xavier pode virar profecia, vale tudo.

O país, além de estar afundando, pois os capitalistas, além de portadores da mais egoísta ganância, não sacam nada de ciências econômicas - ou se sacam, acham que a aplicação delas os prejudicaria - tem planos bem cruéis em relação as camadas mais carentes da população. O país mergulha em séria crise que só tarde demais descobriram não existir nos governos de Lula e estar sob relativo controle nos governos de Dilma. Além disso, uma imensa multidão de mal-informados despeja ódio nas redes sociais contra qualquer ideologia que fosse contra ao mais ganancioso Capitalismo.

Este cenário acontece exatamente a dois anos da fatídica data imposta pela - agora podemos dizer - falsa profecia. Não há tempo para que em 2019 estejamos com as características sugeridas por Xavier, na verdade um beato bastante ingênuo e nada racional ("Data Limite" tem grosseiros erros de Geografia, Geral e Humana), o que definitivamente enterra de uma vez por todas a tal Data Limite, na verdade um delírio de Geraldo Lemos Neto, um jovem ingênuo que sonhava ver seu ídolo religioso no pedestal dos maiores profetas do mundo.

Enfim muito dinheiro jogado fora na criação de palestras, livros e documentários para tentar legitimar uma farsa, com a única intenção de canonizar um beato ingênuo de Pedro Leopoldo, que não entendia nada sobre nada, mas que conseguiu seduzir uma multidão de fanáticos a fazer qualquer coisa para ver seu ídolo em um pedestal muito acima dos maiores homens da humanidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria