Pular para o conteúdo principal

A respeito da filantropia praticada por Chico Xavier

(Autor: Kardec McGuiver)

Uma das coisas que mais fazem os brasileiros defenderem Chico Xavier, diante de críticas sensatas sobre seus erros é a sua fama de "filantropo dedicado". Para muitos, Xavier foi um ativista em prol da humanidade, se dedicando 24 horas por dia a caridade. É um mito falo, mas utilizado como escudo toda vez que os erros praticados pelo beato de Pedro Leopoldo viessem à tona.

Está arraigada no senso comum a ideia de que a filantropia praticada por Xavier era intensa, constante e eficiente, responsável por garantir a "perfeição" espiritual que o fez "encerrar a capacidade de reencarnação", algo impossível para quem reencarnou na Terra, um planeta - ainda - em condição de "provas e de expiações". 

Aproveitando para desmontar outra crença dos defensores de Chico Xavier: é uma farsa dizer que o planeta entrou em "regeneração", pois além da realidade comprovar o contrário, Kardec havia dito que a transição seria lenta e gradual. E o planeta Terra ainda é um planeta muito jovem, ainda com sérios traços de barbaridade no caráter humano.

Aliás, a condição ainda primitiva que se encontra a sociedade brasileira, que enxerga com perplexidade o retorno da barbárie, da ignorância (a retomada de conceitos como "Terra plana" e outras bobagens comprovadamente absurdas) e até mesmo de ideais fascistas, já servem como provas de que a filantropia de Xavier ou não foi realmente posta em prática ou era ineficaz e portanto inútil.

Vamos considerar, a título de comparação, que Xavier realmente fez a tal caridade, mas com base em fatos. Na prática, nunca foi além do que uma ONG ou instituição de caridade já praticava, com abrigos precários, sopa aguada, agasalhos rasgados e camas sujas em quartos abafados e estropiados que visivelmente nunca saíam de sua condição. Ou você já viu um moribundo virar atleta da noite para o dia nas mãos do "bondoso" Chico Xavier?

Conservador, Xavier era contra a caridade que tirava os pobres de sua condição, preferindo uma forma de "altruísmo" que se limitasse a confortar e consolar os pobres diante dos problemas que não seriam limitados. Xavier era entusiasta da Teologia do Sofrimento e acreditava que sofrer aceleraria o desenvolvimento espiritual (outra farsa, refutada pelo Espiritismo original).

Até mesmo as comunicações, que na verdade eram um espetáculo para atrair fiéis aos centros "espíritas", eram algo não recomendado pelo Espiritismo original, pois o contato com o mundo espiritual exige cautela extrema e estudo sério, algo que  Xavier nunca fez, preferindo se comunicar com os espíritos de forma análoga à tábua Ouija ou aquelas irresponsáveis brincadeiras com copos e talheres. Como os fiéis de Xavier não sabiam disso, quanto mais "Ouija", melhor.

E o resultado disso tudo? Nada. Nenhum resultado. Desconhece-se algum tipo de transformação significativa que tenha resultado da atuação de Chico Xavier ou da influência de suas declarações e mensagens, tão "elevadas" quanto qualquer livro medíocre de auto-ajuda que pipocam nas livrarias.

Como um ato de filantropia tão medíocre e sem resultado prático pode garantir a suposta "perfeição espiritual" e o encerramento da capacidade de reencarnar? Se for assim, acho que muita gente que possui trabalhos de caridade merecia essa canonização.

Meu veredicto: a filantropia de Chico Xavier foi inútil pela sua ineficácia e ineficiência. O Brasil nunca precisou e não precisa desse farsante deturpador para melhorar a vida das pessoas carentes. Para isso, basta que mudem as leis e melhore a distribuição de renda, com a redução brusca do padrão de vida dos mais ricos. Assim é que se faz a verdadeira caridade. Se for como Chico Xavier fazia, é como soprar diante de um ventilador. Não dá em nada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

(Autor: Professor Caviar)
Na madrugada de ontem, numa serra na Colômbia, um trágico acidente ceifou quase todos os ocupantes de um avião que levava a equipe catarinense Associação Chapecoense de Futebol, time conhecido como Chapecoense ou, simplesmente, Chape.
No acidente, inicialmente 75 pessoas faleceram. A maioria dos jogadores do Chapecoense, parte da tripulação boliviana que estava no avião, jornalistas e dirigentes esportivos. Apenas seis pessoas foram resgatadas com vida. O famoso zagueiro Neto foi resgatado com vida, e está sob cuidados médicos.
A tragédia comoveu o mundo inteiro e revelou um sonho interrompido de um time em ascensão. Consta-se que o Chapecoense era melhor do que muito time festejado que vence fácil qualquer torneio, e seu time era considerado de grande entrosamento. Com a perda de muitos desses jogadores, o time terá que recomeçar a temporada de 2017 do zero, provavelmente aproveitando jogadores juvenis.
Sob a ótica "espírita", fala-se que o aciden…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…