Pular para o conteúdo principal

Chico Xavier e a vida "mais ou menos"

(Autor: Professor Caviar)

Num país sem grandes filósofos - no sentido daqueles cuja linha de pensamento atravessa séculos, como Sócrates, Platão, Hegel etc - , como o Brasil, Francisco Cândido Xavier é erroneamente creditado como tal, assim como Divaldo Franco.

Diante do hábito dos brasileiros médios pensarem a "filosofia" como uma coleção de frases bonitinhas "de lições de vida" - algo qualquer nota, que vai desde recados de insubordinação à opressão política à subordinação à desgraça resultante dessa mesma opressão (ahn?!) - , fica fácil criar uma multidão de "filósofos" com tão pouca coisa.

E aí vemos as frases de Chico Xavier que, prestando muito bem atenção, não têm sombra sequer da beleza a que se atribui. Algumas frases são toscas, rudimentares, de pseudo-conselhos que nem há a menor necessidade de serem dados. Em muitos casos, são daqueles pretensos conselhos que pessoas chatas dão só para dizer que pensam alguma coisa, e mais atrapalham que ajudam. Vejamos uma declaração do beato católico de Pedro Leopoldo:

"A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos. 
A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro. 
A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos... 

Tudo bem!

O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum... 
é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. 
Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos".

Note-se aqui uma grande contradição. No primeiro parágrafo, se observa que Chico Xavier admite que as pessoas podem até serem obrigadas a "acreditar mais ou menos no futuro". No terceiro parágrafo, porém, o "médium" disse que não se pode "acreditar mais ou menos".

Como assim? O próprio Chico Xavier, autoproclamado um "mensageiro da vida futura", um beato que valorizava a fé acima de tudo, "admitir" que "acreditemos mais ou menos no futuro"? Que "filosofia" é essa que se contradiz tanto e traz mais confusão do que verdade?

Já era suficiente o caráter medíocre dessas frases "mais ou menos" lançada pelo "mestre mais ou menos" que propagava um espiritismo "mais ou menos". Pois não se trata de outra coisa senão um conselho para que nós tenhamos uma "grandeza mais ou menos" para assim aceitar as "coisas mais ou menos" com alguma "grandeza".

Essas frases nem de longe trazem uma solução para a vida, sendo apenas um exemplo suave da Teologia do Sofrimento, colocando as circunstâncias "mais ou menos" no lugar da tempestade das desgraças.

As frases são uma grande perda de tempo, mas, como Chico Xavier virou um ídolo religioso blindado pela Rede Globo e moldado com base no que o britânico Malcolm Muggeridge fez com Madre Teresa de Calcutá, que era obrigada também a ser dublê de "filósofa", então Chico Xavier tinha que seguir o mesmo receituário, bancando o "pensador" num país marcado pela alarmante ignorância.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Silêncio da imprensa em torno do caso Divaldo Franco-João Dória Jr. é grave

(Autor: Professor Caviar)
De repente, até a imprensa de esquerda desaprendeu a fazer jornalismo. O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., enquanto divulgava a intragável "farinata", composto alimentar de procedência e valor nutricional duvidosos, exibiu o tempo todo a camiseta do evento Você e a Paz, comandado pelo "médium" Divaldo Franco. O silêncio total da imprensa quanto a este aspecto tem muito o que dizer, e não são coisas boas.
Em primeiro lugar, João Dória Jr. não exibiu a camiseta do Você e a Paz porque foi a única camiseta branca que encontrou ele que costuma usar camisas de colarinho e paletó. Também não foi uma iniciativa comparável à de um moleque usando camiseta de banda. Houve um propósito para João Dória Jr. aparecer vestindo a camiseta do Você e a Paz, na qual havia o crédito do nome de Divaldo Franco.
Nenhum jornalista, por mais investigativo que fosse, chegou sequer a perguntar: "ora, se a 'farinata' era apoiada pela Arquidiocese de…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …