Pular para o conteúdo principal

Chico Xavier deve ser respeitado. Já o Kardec não?

(Autor: Profeta Gandalf)

Continuando com a série de explicações sobre a polêmica iniciada no Facebook, os reclamantes não gostaram da palavra "chiquista" por achar pejorativa. Quanto a isso, merece uma boa explicação.

Pra começar o termo "chiquista" não está errado e muito menos é ofensivo. Gramaticalmente está correta e se refere, no caso, aos seguidores do Chico Xavier, idolatrado pelos "espíritas" brasileiros como se fosse um semideus, mesmo sendo o grande responsável por consagrar a deturpação iniciada no Pacto Áureo firmado pelos fundadores da FEB, incluindo o "santo" Bezerra de Menezes, que brigou com o genial Angeli Torteroli (um dos que mais condenavam a deturpação) para manter todos os erros que conhecemos hoje.

O termo soa pejorativo para os reclamantes porque Xavier é muito admirado. O famoso médium se consagrou - erradamente, mas arraigadamente - como o "maior espírita" brasileiro, mesmo não entendendo as obras da codificação e sendo católico de carteirinha, praticante e devoto. Estigmatizado como o "homem mais bondoso do mundo" mesmo não tendo feito nada para melhorar sequer a cidade onde vivia, Uberaba, no interior mineiro, Xavier tem uma legião de fãs dentro e fora desse "Espiritismo" por estar completamente de acordo com essa caridade estereotipada que não passa de um assistencialismo paliativo, pois essencialmente não gera mudanças, apesar de dar conforto.

Mas não é pejorativo. Chiquismo deveria ser o nome mais correto para este estranho "Espiritismo" praticado no Brasil, piegas, contraditório, dogmático e fantasioso, já que são características presentes nas obras do influente médium, a quem os reclamantes exigem o respeito e o perdão.

Tudo bem, mas e Kardec, não merece esse respeito? Quem deturpou a doutrina, estimulando o não-raciocínio, difundindo bobagens, enganando a todos, mesmo involuntariamente (pior: enganando A SI MESMO), merece mais respeito do quem quem estudou para tentar lançar uma doutrina que deveria ser racional?

Deveríamos cobrar é respeito por Kardec. Se acham que "chiquista" não deveria ser utilizado, creio que "kardecista" muito menos. Interessante que todos cultuam Kardec, sem seguí-lo de fato, fazendo questão de se auto-rotular "kardecista" sem pegar sequer numa só página das obras da codificação.

Será que não é ofensivo tomar o nome de Kardec apenas para "atestar" as bobagens difundidas por esta forma deturpada? Claro que é! Falam tanto que o termo "chiquista" soa pejorativo, mas vamos ter que assumir um "kardecismo" sem Kardec? Porque Kardec pode ser tratado desta forma?

Isso sim é que é ofensivo. Kardec há muitas décadas não é objeto de estudo. Apesar de seus livros serem de fácil leitura e de compreensão bastante lógica, muitos alegam não lê-lo por suposta prolixidade, estranhamente encontrada nas obras psicografadas responsáveis pela deturpação, mas infelizmente lidas por quem não quis ler Kardec. Vários "espíritas" se acham dispensados de ler Kardec por que leram um desses livros psicografados que "já dizem tudo". Dizem nada!

E então, o que é mais racional, chamar os "espíritas" brasileiros de chiquistas (seguidores de Chico) ou continuar nesse puxa-saquismo enganador que finge ser "kardecista" sem ser de fato? 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

(Autor: Professor Caviar)
Na madrugada de ontem, numa serra na Colômbia, um trágico acidente ceifou quase todos os ocupantes de um avião que levava a equipe catarinense Associação Chapecoense de Futebol, time conhecido como Chapecoense ou, simplesmente, Chape.
No acidente, inicialmente 75 pessoas faleceram. A maioria dos jogadores do Chapecoense, parte da tripulação boliviana que estava no avião, jornalistas e dirigentes esportivos. Apenas seis pessoas foram resgatadas com vida. O famoso zagueiro Neto foi resgatado com vida, e está sob cuidados médicos.
A tragédia comoveu o mundo inteiro e revelou um sonho interrompido de um time em ascensão. Consta-se que o Chapecoense era melhor do que muito time festejado que vence fácil qualquer torneio, e seu time era considerado de grande entrosamento. Com a perda de muitos desses jogadores, o time terá que recomeçar a temporada de 2017 do zero, provavelmente aproveitando jogadores juvenis.
Sob a ótica "espírita", fala-se que o aciden…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …

Não quiseram cortar o mal pela raiz? Agora o estrago foi feito. Aguentem!

(Autor: Kardec McGuiver)
Muita gente reclama atualmente das críticas feitas a Chico Xavier. Não são críticas inventadas, são observações dos inúmeros erros cometidos pelo beato católico transformado em "liderança espírita" graças a um festival de manipulações feitas pelas lideranças da FEB, interessadas em fabricar um "santo vivo" para atrair gente e consequentemente, dinheiro. Dinheiro que ia muito pouco para a caridade e mais para as lideranças.
Se esquecem essas pessoas, cegas pela idolatria fanática a um verdadeiro charlatão que foi Chico Xavier, que se tudo fosse evitado antes, nada disso teria acontecido. Era preciso cortar a erva daninha no início, mas preferiram alimentá-la e deixar crescer. Hoje Chico Xavier é uma planta carnívora em dimensões colossais e o estrago que causou no Espiritismo se tornou algo praticamente irreversível.
Claro que houve tentativas para denunciar o charlatão no início. Mas sem a internet ou meios que propagassem as denúncias, el…