O Bom Mocismo de Chico Xavier

(Autor: Kardec McGuiver)

Eu gosto de definir as coisas pelos resultados. Não adianta você classificar um serviço como perfeito se os resultados desse serviço deixam a desejar ou são feitos de forma paliativa ou parcial. Para que algo possa ser considerado perfeito ou excelente, deve ser eficiente, fazendo da melhor maneira e se possível, ultrapassando a meta prevista.

Chico Xavier não correspondia a isso. Tido como "o homem mais bondoso do Brasil", não fez nada de relevante para merecer este titulo. A fama de super-filantropo é uma farsa, mais uma de tantas que foram fabricadas para que sua popularidade crescesse e a vendagem de livros enriquecesse a FEB, com uma imensa fortuna que NÃO ia para a caridade. Se fosse, a gente ia ficar sabendo disso, pois a renda recebida com as vendagens era realmente muito grande.

Para que Francisco Cândido Xavier tivesse a sua fama comprovada, ele deveria ter mudado o país. A pobreza deveria ter sido reduzida drasticamente; problemas cotidianos totalmente eliminados; a influência sobre autoridades estimularia a melhoria do serviço oferecido por governos e prefeituras; haveria o estímulo ao intelecto, em detrimento da fé (esta sempre frouxa e incapaz de melhorar as coisas). 

Xavier deveria ter transformado o Brasil com a sua influência. Como não fez, sinto dizer que o mito construído em torno dele é uma farsa. Não apenas como médium (ele era médium verdadeiro, mas a falta de estudos atrofiou suas faculdades, obrigando-o a praticar fraudes para se manter ativo), mas como filantropo, Xavier foi um verdadeiro enganador. Na verdade não ajudou ninguém e é comprovado que sua influência travou a evolução espiritual de seus seguidores, reduzidos a um bando de beatos católicos enrustidos que acreditavam em reencarnação. Fez mais mal do que bem.

O "Espiritismo" brasileiro, na verdade uma dissidência católica que acredita em espíritos e em reencarnação, quis um mito que fosse tão forte quanto Jesus representa para os católicos e Xavier, na verdade um beato se pretensões que nunca entendeu a doutrina, pareceu perfeito para esta "missão". Conseguiu atrair púbico para uma doutrina que fingia nunca querer aumentar seu "rebanho" mas que sonha com toda a humanidade seguindo a mesma.

Uma pena que alguém tão carismático e influente não conseguiu usar o seu potencial para melhorar o Brasil, até hoje afundado em problemas que ninguém teve a coragem para eliminar. Nem mesmo as "puras almas" do "Espiritismo" brasileiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria