A teimosia em transformar Chico Xavier em profeta

(Autor: Kardec McGuiver)

A teimosia faz parte da ignorância. Não é a toa que a simbologia do burro que empaca, se recusando a andar para onde o dono aconselha, é mais do que adequada. Ignorantes costumam fechar os ouvidos para argumentos mais consistentes, preferindo continuar alimentando as ilusões que lhes dão mais prazer.

Mesmo com o aumento de postagens feitas nas redes sociais que contestam os erros do "Espiritismo" brasileiro, os devotos de Chico Xavier, carregados de todo o fanatismo cego e enrustido, ainda insistem em embutir qualidades fictícias ao médium na tentativa desesperada de transformá-lo no "Senhor do Universo", braço direito do poderoso homem que eles chamam de "Deus". Nada mais igrejista do que isso.

Todo o empenho que deveria ser utilizado para estudar a Doutrina Espírita e evitar todo esse mau entendimento é todo desviado para tentar forjar uma coleção de qualidades para que o verdadeiro "capo" dos "espírita" brasileiros, Chico Xavier, seja visto com uma pessoa mais-do-que-perfeita, uma divindade viva, senão o próprio "Deus" encarnado.

A fábrica de ilusões criada para produzir qualquer tipo de desculpa para canonizar Chico Xavier nunca para de produzir suas bobagens. alegando que não são os devotos mas os "espíritos" (entregar a responsabilidade de erros para terceiros é tão bom para quem erra) supostamente "superiores" que viram no "pobre" médium uma capacidade de liderança espiritual sem tamanho. Então tá.

Teorias e mais teorias, na verdade de outros autores, são creditadas a supostas previsões do "mago" Chico Xavier, promovido a cientista, ou no minimo a porta-voz dos "cientistas" do além. Mas nada muito racional, pois para "espíritas" a ciência só existe para autenticar os palpites que nascem da fé cega que eles chamam de "fé raciocinada". Raciocinada? Cadê o raciocínio?

Outras teorias são simplesmente inventadas para que quando ocorressem, servissem de supostas provas da "genialidade" do médium, já que é muito confortável para os "espíritas" acreditar que o doce velhinho era o maior e mais poderoso sábio de todos os tempos. Sábio no sentido de Mago Merlin, Mago do Pirlimpimpim. Místico, mistificador.

E muito mais teorias são espalhadas aos cantos com muitos textos e vídeos na desesperada tentativa de inserir lógica onde ela não existe, para que os mitos do "Espiritismo" brasileiros possam ser canonizados, e consagrados como "condutores máximos" da humanidade. Tudo para satisfazer as taras particulares de quem finge ser "espírita".

Graças a tudo isso e ao endeusamento de Chico Xavier, o "Espiritismo" brasileiro tem se transformado em uma piada sem graça. Leigos e integrantes de outras religiões tem visto neste falsa doutrina motivo de ridicularização e estímulo para boas risadas. 

Ao inves de um estudo sério, os espíritas" preferem se ajoelhar diante do médium intruso a lhe encher de qualidade forjadas para que ele pudesse ser canonizado, servindo de guru para as ilusões de seus seguidores. Assim tem se caracterizado o "Espiritismo" brasileiro, totalmente diferente do que Kardec havia planejado. Uma verdadeira seita de papalvos muito mais preocupada em canonizar charlatães do que educar a sociedade.  

A evolução espiritual da humanidade foi definitivamente adiada. não sabemos para quando.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria