Pular para o conteúdo principal

Chico Xavier e a Teologia do Sofrimento: cai o mito da bondade

(Autor: Kardec McGuiver)

Desmontamos em outra oportunidade o mito de que Francisco Cândido Xavier praticou caridade máxima. Uma caridade sem resultados significativos e que serviu mais como meio de promoção para o médium e propaganda para aumentar a vendagem de seus livros.

Mas uma face triste, cruel do "homem chamado amor", que soterra definitivamente o mito de "bondade máxima" tão associado frequentemente ao médium: a adesão a sadomasoquista Teologia do Sofrimento.

A Teologia do Sofrimento é uma teoria medieval difundida mais tarde por Teresa de Lisieux que se baseia no absurdo de que o sofrimento em si (não a tentativa de sair dele) seria uma forma de alcançar uma prosperidade futura. Ela é resultante da má interpretação do episódio do sofrimento de Jesus relatado no Novo Testamento.

Segundo a teologia, os sofredores estariam compensando com a dor atual a dor que possivelmente não teriam no futuro, como um "pagamento adiantado" de uma "dívida divina", semelhante ao que acontece na Terra (materialismo). Os sofredores, assim, seriam considerados "privilegiados" por possivelmente "escaparem de sofrimentos futuros".

Madre Teresa de Calcutá, outro falso mito de "bondade máxima" também acreditava na teologia e suspeita-se que tenha colocado propositadamente seus "ajudados" em péssimas condições, crendo a eficácia dessa teologia, enquanto ela, viajava e se hospedava com o maior luxo, junto com autoridades de índole suspeita, recebendo deles dinheiro para sustentar os ouros do Vaticano. 

Chico Xavier, católico praticante e fanático que nunca entendeu o Espiritismo, mas é estigmatizado como sua "maior liderança" trouxe de sua verdadeira crença essa teologia macabra, utilizando-a para ilustrar algumas de suas frases mais famosas, estimulando a aceitação passiva do sofrimento e impedindo toda a tentativa de sair dele.

O médium acreditava que os sofredores deveriam aceitar calados o seu infortúnio e terem fé em uma felicidade futura (que obviamente nunca chegaria, por ser sempre futura) e pensarem que estão "pagando uma dívida divina" e que sairão dela se aceitarem felizes a sua pior condição.

O curioso que, como Madre Teresa, Chico Xavier nunca confortou os aflitos, assim como nunca afligiu os confortáveis, pois a maioria de seus admiradores estão em ótimas condições financeiras já que o "Espiritismo" e uma religião de elite. Pimenta nos olhos dos outros é refresco e assim fica fácil concordar com o médium. O outro é que se vire para sair da dor.

Legal (para os confortáveis, mas péssimo para os aflitos) que esta teologia dispensa os mais abastados para ajudar os mais humildes, pois crentes que os sofredores "estão pagando suas dividas" os ricos "espíritas" se recusarão a ajudar para supostamente "não interromper este pagamento" e "garantir a prosperidade futura do desgraçado". Aí o rico fica dispensado de tirar uma parte de seu supérfluo patrimônio e continuar seguindo com sua egoística prosperidade presente.

E nada como o "homem mais bondoso do mundo", o "homem chamado amor" para garantir que a má distribuição de renda e as injustiças continuem na sociedade graças a essa teologia cruel que te servido com que pobres continuem pobres e ricos continuem ricos. Chico Xavier, por isso, é cada vez mais admirado por impedir que haja um rombo nos gordos patrimônios dos ricos irresponsáveis que seguem a doutrina e pensam ser "caridosos" só por estarem frequentando centros "espíritas" assistindo palestras que falam ideias sem pé nem cabeça.

E graças a Teologia do Sofrimento estimulado pelo "tão adorado" Chico "Amor" Xavier, o bastião defensor dos ricos, os confortáveis nunca se afligem, pois os sofredores é que se danem, esperando uma prosperidade que nunca chegará, pois o Espiritismo serio recomenda que não existe dívidas "divinas" e que a prosperidade vem apenas do esforço e da tentativa de sair do sofrimento.

Sofrer calado e "amando" só cria inércia e perpetua a dor, além de manter problemas, injustiças que só criarão ainda mais sofrimento. Chico Xavier estava sendo sádico mesmo sem assumir e graças a ele, o Brasil segue inerte cada vez mais incapaz de resolver os problemas mais simples, mas garantindo a perpétua prosperidade das classes mais abastadas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Silêncio da imprensa em torno do caso Divaldo Franco-João Dória Jr. é grave

(Autor: Professor Caviar)
De repente, até a imprensa de esquerda desaprendeu a fazer jornalismo. O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., enquanto divulgava a intragável "farinata", composto alimentar de procedência e valor nutricional duvidosos, exibiu o tempo todo a camiseta do evento Você e a Paz, comandado pelo "médium" Divaldo Franco. O silêncio total da imprensa quanto a este aspecto tem muito o que dizer, e não são coisas boas.
Em primeiro lugar, João Dória Jr. não exibiu a camiseta do Você e a Paz porque foi a única camiseta branca que encontrou ele que costuma usar camisas de colarinho e paletó. Também não foi uma iniciativa comparável à de um moleque usando camiseta de banda. Houve um propósito para João Dória Jr. aparecer vestindo a camiseta do Você e a Paz, na qual havia o crédito do nome de Divaldo Franco.
Nenhum jornalista, por mais investigativo que fosse, chegou sequer a perguntar: "ora, se a 'farinata' era apoiada pela Arquidiocese de…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …