Pular para o conteúdo principal

Pedro Cardoso e a lição que não se vê nas lideranças "espíritas" do Brasil

(Autor: Marcelo Pereira, via e-mail)

Prezados amigos, gostaria que esta missiva fosse publicada no blog de vocês pois aconteceu algo que eu gostaria que fosse discutido pelos leitores do mesmo. Esta semana aconteceu algo que chamou a atenção de todos e que serve de exemplo para os que gostariam de ver uma humanidade melhorada.

O ator Pedro Cardoso foi convidado pela EBC, emissora que deveria ser pública e que foi sequestrada pelos golpistas, para falar de um assunto que não foi mencionado. O consagrado ator deu uma lição de sabedoria e humanismo, resumida numa declaração ao mesmo tempo sensível e sensata.

Na verdade, foram dois os motivos de indignação que fizeram o ator se manifestar. De forma equilibrada e controlada, levantando a voz apenas quando necessário, abaixando pouco depois, Cardoso se solidarizou com os funcionários da emissora, em greve, contra as reformas que eliminam direitos dos trabalhadores e que não conseguiu indignar os "espíritas", majoritariamente elitistas.

Depois, o ator se manifestou sobre o preconceito do presidente da emissora, o controverso Laerte Rimoli, que postou na internet memes ofensivos contra a atriz Taís Araújo, que recentemente fez um discurso emocionante e sensato contra a onda de racismo.

Taís, casada com Lázaro Ramos, outro ser humano admirável e melhor ator de sua geração, é uma guerreira, pois o que ela tem sofrido "apanhando" nas redes sociais, não é mole. Várias autoridades e personalidades golpistas aproveitaram a onda para ofender a talentosa e bela atriz.

Após se manifestar, Pedro Cardoso deixou o estúdio, gerando um certo constrangimento nos presentes. Aproveito para pedir aos responsáveis deste blog para colocar o vídeo abaixo para que os leitores vejam, já agradecendo adiantado.

O que me fez pensar bem é que nunca vi uma atitude como esta vinda de alguma liderança "espírita", principalmente nos anos em que eu fui enganado pela doutrina. Realmente a minha capacidade intelectual e minha sensibilidade humanística foi bem reduzida para aceitar como "sábios" verdadeiros malabaristas da palavra como Chico Xavier, Divaldo Franco e todos que se assemelham a estes falsos profetas. Falam mal dos neo-pentecostais, sem ver que "espíritas" agem da mesma forma, mas com discrição.

A verdadeira lição de humanidade vi na declaração de Pedro Cardoso que, pedindo respeito a todos, defendeu a justa reivindicação dos grevistas e ainda falou que todos temos a negritude em nosso sangue, mesmo que não apareça na pele. Científica ou não, a declaração foi uma maneira de dizer que somos todos humanos, sem diferenças marcantes e que todos temos a obrigação altruísta de nos solidarizar com a dor do povo afro-descendente, que tem a humilhação como sua rotina diária.

E os "espíritas", o que fizeram pela humanidade? Dar sopinha com farinata e casaquinho? Declararar frases bonitinhas que parecem ter sido retiradas de enganosos livros de "auto-ajuda"? Se depender dos "espíritas", tudo fica como está, sem que qualquer injustiça fosse corrigida. Mas nada que um (católico) Pai Nosso não resolva, não é Divaldo? Detalhe: eu orava o Pai Nosso todos os dias e problemas pareciam só aumentar.

Por isso que comparo a declaração maravilhosa de Pedro Cardoso com a inércia das lideranças "espíritas". Nem vou chamar Cardoso de "autêntico espírita" pois a doutrina original foi maculada pela versão brasileira, se tornando uma brincadeira que infelizmente todos preferem levar a sério.

Pedro Cardoso, na verdade, se tornou um grande exemplo de amor ao próximo e preocupação com o mundo real. O ator não precisou da capa de "religiosidade" que fazem muitos forjarem a bondade que não possuem. Cardoso foi franco, sincero e aproveitou o momento numa rede de TV aberta para falar o que muitos brasileiros como eu deveriam dizer.

Sinceramente, se me dissessem a partir de agora que Pedro Cardoso é um espírito de luz, com alto nível de evolução, eu acredito. O ator demonstrou uma nobreza de caráter raramente vista. Tudo em poucos minutos em uma curta declaração. Verdadeiros sábios ensinam muito falando pouco.

Quanto às lideranças "espíritas", todas não passam de membros de um bando de oportunistas metidos a benfeitores. Para mascates da fé, como Chico e Divaldo, os grevistas da EBC e a atriz Taís Araújo merecem o sofrimento em que se encontram.

----------------------------------------------------------------------------------------
NOTA de Kardec McGuiver: Nós é que agradecemos, Marcelo, por ter enviado o seu texto, cujo título nós colocamos por critério nosso. Assinamos embaixo dele e esperamos que o público tenha gostado. 

Realmente, Pedro Cardoso, ator de talento inquestionável, tem dado várias demonstrações de admirável respeito à humanidade e merece toda a nossa admiração. Pedro Cardoso é um exemplo a todos nós. 

Marcelo, aqui está o vídeo que você pediu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Silêncio da imprensa em torno do caso Divaldo Franco-João Dória Jr. é grave

(Autor: Professor Caviar)
De repente, até a imprensa de esquerda desaprendeu a fazer jornalismo. O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., enquanto divulgava a intragável "farinata", composto alimentar de procedência e valor nutricional duvidosos, exibiu o tempo todo a camiseta do evento Você e a Paz, comandado pelo "médium" Divaldo Franco. O silêncio total da imprensa quanto a este aspecto tem muito o que dizer, e não são coisas boas.
Em primeiro lugar, João Dória Jr. não exibiu a camiseta do Você e a Paz porque foi a única camiseta branca que encontrou ele que costuma usar camisas de colarinho e paletó. Também não foi uma iniciativa comparável à de um moleque usando camiseta de banda. Houve um propósito para João Dória Jr. aparecer vestindo a camiseta do Você e a Paz, na qual havia o crédito do nome de Divaldo Franco.
Nenhum jornalista, por mais investigativo que fosse, chegou sequer a perguntar: "ora, se a 'farinata' era apoiada pela Arquidiocese de…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…

Um grave equívoco numa frase de Chico Xavier

(Autor: Professor Caviar)
Pretenso sábio, o "médium" Francisco Cândido Xavier é uma das figuras mais blindadas do "espiritismo" brasileiro a ponto de até seus críticos terem medo de questioná-lo de maneira mais enérgica e aprofundada.
Ele foi dado a dizer frases de efeito a partir dos anos 1970, quando seu mito de pretenso filantropo ganhou uma abordagem menos confusa que a de seu antigo tutor institucional, o ex-presidente da FEB, Antônio Wantuil de Freitas. Nessa nova abordagem, feita sob o respaldo da Rede Globo, Chico Xavier era trabalhado como ídolo religioso nos moldes que o jornalista católico inglês Malcolm Muggeridge havia feito no documentário Algo Bonito para Deus (Something Beautiful for God), em relação a Madre Teresa de Calcutá.
Para um público simplório que é o brasileiro, que anda com mania de pretensa "sabedoria de bolso", colecionando frases de diversas personalidades, umas admiráveis e outras nem tanto, sem que tivesse um hábito de lei…