Para entender os beatos de Chico Xavier diante de uma "pegadinha"

(Autor: Professor Caviar)

Como entender a hipocrisia de muitos brasileiros. O igrejismo do "espiritismo" brasileiro salta aos olhos até mesmo diante de assuntos supostamente científicos. A doutrina igrejeira montada no Brasil, usando apenas como fachada o legado de Allan Kardec, muito mal apreciado e tão criminosamente deturpado, revela o quanto as pessoas se tornam beatas facilmente, cultivando o fanatismo religioso dentro de um balé de palavras bonitas.

Ninguém entendeu a "pegadinha" que esteve por trás desse factoide associado à "profecia da Data-Limite" de Francisco Cândido Xavier. Nela, detalhada neste texto, ocorre a risível atribuição de "confirmação profética" de algo ocorrido antes da previsão, criando uma surreal "profecia" não em relação ao que tende a acontecer, mas ao que já aconteceu.

A estória é a seguinte. Chico Xavier teria sonhado que havia uma reunião com ele, Emmanuel, Jesus Cristo e outros líderes do espaço sideral, em 1969, pouco depois daquela expedição de astronautas dos EUA na Lua. A reunião teria revelado o risco da Terceira Guerra Mundial, e teria sido dado um limite de 50 anos para a humanidade ficar boazinha, senão o mundo vai explodir e só vai sobrar o Brasil e alguns países do Hemisfério Sul.

Aí veio o lunático documentário Data-Limite Segundo Chico Xavier, associado a um grupo de deslumbrados como Geraldo Lemos Neto e Juliano Pozati, pelo jeito uns verdadeiros nota-zero em Ciências, para lançar uma série de devaneios pseudo-científicos, moralistas, esotéricos e igrejistas, com graves falhas de abordagens sociológicas e geológicas e uma "filosofia" de cartomante de parque de diversões, e o referido filme veio com uma "pérola" dessas: atribuir a militares dos EUA a "confirmação" das "previsões" de Chico Xavier.

Isso já seria ridículo porque os militares, com certeza, nunca teriam ouvido falar em Chico Xavier. O único "Chico" que eles conhecem é a cidade de San Francisco, na Califórnia. E Chico não é essa "Brastemp" para ser exportado mundo afora como um gênio, ele que nunca passou de um arrivista medíocre. Só que o mais ridículo é que a "previsão", trazida num sonho de 1969, se refere a episódios de aparições de naves extra-terrestres em bases militares estadunidenses em 1964 e 1969.

Explicando melhor: que ridículo é usar uma suposta previsão de um ano para confirmar fatos que teriam ocorrido anos antes? Uma "previsão" de 1969, divulgada em 1986, sobre fatos de 1964 e 1967, divulgados em 2006, mesmo assim não representaria confirmação alguma, levando em conta as datas originais das ocorrências, e não das de sua divulgação. 

Não se pode confirmar por "previsão", em 1969, de fatos ocorridos em 1964 e 1969. Se há uma confirmação dos mesmos, isso não é "previsão", porque se confirmou algo ocorrido antes, e não algo que ainda vai ocorrer. E esse aspecto ridículo não foi notado pelos internautas que leram o "blog filosófico" denominado "Filosofia Imortal", que usa a "filosofia" apenas dentro daquela ideia deturpada que se costuma ter, um engodo esotérico-místico que nada tem a ver com Conhecimento.

Selecionamos algumas mensagens de chiquistas e daremos nosso questionamento, até porque as pessoas são tomadas do processo obsessivo de "fascinação", alertado não por anti-chiquistas raivosos escondidos em alguma paróquia ou capela da esquina, mas por ninguém menos que o próprio Allan Kardec, que em O Livro dos Médiuns fazia alerta do perigo de adorar figuras de valor duvidoso como a do anti-médium mineiro. Só não citaremos os nomes dos internautas, citados na página original. Vamos lá.

"Chico Xavier foi mesmo uma das manifestações divinas na terra, lamento muito por mim, por não ter entrado em contato com esta energia do Bem, antes que ele se fosse".

Frase típica de deslumbramento religioso. É aquela pessoa que teve uma educação católica e, conhecendo o "espiritismo" através da máquina de manipular mentes chamada Rede Globo, sucumbiu à "fascinação obsessiva" que nada esclarece, mais parecendo uma idolatria barata enfeitada com palavras bonitas. Dizer que o maior e mais grave deturpador da Doutrina Espírita é "energia do Bem" é um equívoco dos mais preocupantes.

"Tinha muita vontade de conhecer o Chico Xavier! Nunca tive a oportunidade de conhecê-lo, pessoalmente !Parecia que eu tinha a consciência pesada de não conhecê-lo , se ele morava bem perto de minha cidade!
Por acaso, no dia de sua morte , uma conhecida e conterrânea , me telefonou( às 22:horas ) falando sobre a morte de Chico e sugerindo -me que eu fosse ao velório dele fazer uma matéria , para o jornal que edito : Jornal da Canastra !Seria de fato , uma excelente matéria para o meu jornal.Pedi apoio e muita força ao meus esposo para ajudar-me e incentivar-me para ir ao velório,pois era muito tarde e o ônibus passaria por Bambuí à meia noite! .Viajei mais de cinco horas e de manhã cedinho cheguei em Uberaba !Como jornalista tive acesso ao lado do seu corpo.Conheci várias personalidades importantes que estiveram no velório! 
Fiz a cobertura! Para mim ,foi a reportagem mais importante até hoje realizada .Fiquei muito emocionada e chorei muito ao vê-lo ,mesmo depois de morto!Tenho certeza, que a força que tive para ir ao velório foi graças ao Chico Xavier!Foi como se ele dissesse-me:
- "Você não veio conhecer -me em vida , mas trouxe-a para falar de mim ,depois de morto"!"

Outro caso de "fascinação obsessiva" e que também segue o "lamento" de não ter conhecido Chico Xavier pessoalmente - melhor seria se não tivessem conhecido, mesmo, porque iriam decepcionar ao saber o lado oculto do "popstar da caridade" - , e que descrevia uma estória linda da cobertura da morte do anti-médium mineiro, dentro daquela narrativa deslumbrada de beato religioso, o que mostra o quanto os "espíritas" no Brasil são tão CATÓLICOS.

"Boa tarde, minha irmã de fé! Santo Chico, assim que costumo chama-lo,sabia da sua importância. Quando ele teve câncer de próstata sua irmã o disse "Chico, porque você não faz uma cirurgia espiritual, você pode, do que passar por cirurgia" Ele respondeu brincando como sempre, " Eu não vou desencanar não, só vou quando o Brasil todo estiver feliz ".
Aí cheguei a pensar, impossível, que dia que o Brasil estaria feliz?
Chico, desencarnou em 2002, 10 horas após o Brasil ser pentacampeão na Copa, o Brasil estava feliz!!!
Santo e sábio, Chico!"

Vários equívocos de outra mensagem deslumbrada. Primeiro, porque definir Chico Xavier como "santo e sábio" é dose para leão, ele que foi um deturpador do Espiritismo e um realizador de pastiches literários que causou muita confusão. Segundo, porque definir o pentelho-campeonato da "seleção brasileira" na fraudulenta Copa de 2002 como "dia de felicidade" para os brasileiros é extremamente patético e ridículo, até porque, 15 anos depois, estamos afundando em sérios retrocessos sociais.

A propósito, para quem quer entender melhor o "dia em que o Brasil estaria feliz", em que os brasileiros felizes se chamaram Ricardo Teixeira e João Havelange, é bom conhecer os detalhes dessa "felicidade" no importante livro de jornalismo investigativo O Lado Sujo do Futebol, de Amaury Ribeiro Jr., Luiz Carlos Azenha, Tony Chastinet e Leandro Cipoloni.

"Não se deve dar muito crédito a profecias de tamanha magnitude, ainda mais dessa que não saiu da boca do Chico e sim de um pseudo amigo que talvez esteja tentando se promover, já que no programa pinga fogo o Chico nunca mencionou nada sobre isso, apenas falou da certeza da existência dos extraterrestres.

Esse tipo de profecia pode levar muitas almas a se perderem, há de se ter cuidado".

Um seguidor de Chico Xavier expressa não acreditar nessa tese da "data-limite" e acha perigosa essa corrente. Definiu Geraldo Lemos Neto como "pseudo-amigo". Sabemos que um "médium" que diz incorporar Chico Xavier, Ariston Teles, baiano radicado em Brasília, enviou mensagem, em suposta voz do "médium", dizendo que nunca realizou tal "profecia", dizendo que, na referida data de 2019, a Terra passará pelas mesmas coisas que acontecem na atualidade.

"Se vc diz que não foi o Chico que falou então vc deveria assistir ao programa onde o próprio diz tudo que ali está escrito".

É insólito que defensores de Chico Xavier se divergissem diante desse engodo "profético", contrariando o mito de "médium unificador". Tanto deslumbramento em torno do "médium" e as pessoas brigando se houve "profecia de data-limite" ou não. A "fascinação obsessiva", de vez em quando, bota muito sonhador para cair da cama. Quanto ao Pinga-Fogo, Chico Xavier havia falado de ETs, sim, e de alguns aspectos da "profecia".

"Mas ficou uma dúvida: de que forma militares dos EUA confirmaram a profecia do Chico? Li e reli o post, e me parece que ficou somente uma declaração no 1° parágrafo, sem comprovação no resto do texto".

A pessoa deu uma constatação correta, quanto ao texto apresentado. Mas não viu o sentido da "pegadinha" - uma "profecia" de 1969 "confirmando" fatos ocorridos anos antes - , o que derruba de vez a tese. Não sabemos se esse internauta é seguidor ou não de Chico Xavier, mas incluímos a mensagem por estar relacionada ao assunto.

"Você deve ser mesmo uma retardada, Lilinha. Chico Xavier foi um homem maravilhoso, vendeu milhões de livros e nunca ficou com um tostão, sempre doou todos os direitos para instituições de caridade, sempre viveu na pobreza. Ele nunca teve motivos para mentir ou enganar, ele sempre seguiu a verdade e o amor. Tenha vergonha nessa sua cara e estude mais sobre a vida desse homem antes de falar tanta asneira, sua babaca!"

Respondendo a uma internauta que duvidava da trajetória de Chico Xavier - pejorativamente apelidado de Chaveco Xavier - , esse internauta, outro tomado de "fascinação obsessiva" que deve ter conhecido o "espiritismo" pelo Globo Repórter, o rapaz apenas cita aspectos míticos de Chico Xavier que não condizem, fantasias associadas ao seu mito de "filantropo" e "mensageiro religioso".

Chico não foi o pobre que todos acreditam que ele tinha sido. Era blindado pelas elites midiáticas e religiosas. Ele enganou com irregularidades mediúnicas, em "psicografias" que apresentam problemas de estilos e aspectos pessoais dos autores mortos alegados. Isso já seria um motivo para mentir e enganar as pessoas. O internauta que escreveu essa resposta é que deveria ter vergonha na cara, até porque encerrou a mensagem com um palavrão. "Energias elevadas", né?

"falando mal de Chico Xavier, vc perde qualquer oportunidade de respeito que poderia ter, ele não falou em fim do mundo, e sim numa data limite para que não se tenha a 3 guerra mundial, antes de falar do Chico, pesquisem sobre a historia de vida dele, o homem que escrevia corretamente, com os olhos fechados, escrevia o que os espiritos diziam..."

Outro deslumbrado, porque não sabe que Chico Xavier teve um trabalho "mediúnico" cheio de irregularidades, principalmente no que se refere às obras que levam o nome de Humberto de Campos ou Irmão X, que apresentam até vícios de linguagem que o próprio Humberto original nunca faria.

"Eu tive a honra de conhecer pessoalmente o Chico Xavier, um homem simples, sábio e caridoso, talvez o mais caridoso que já conheci em todas as historias de pessoas em nossa era, faturou milhões com sua obra e doou cada centavo. Tenho visto simpatias, previsões e muitos outros relatos falsos que são atribuídos ao Chico,contrariando exatamente um dos pilares da doutrina que é a desmistificação e a fé com raciocínio. Muitos falam de Chico sem nenhum embasamento da realidade do que ele foi e representa para nossa evolução de caráter, fraternidade e humildade. Não é atoa que ele se considerava apenas um cisco no processo de evolução necessária para chegar a Jesus. Quer entender Chico? Então esqueça os fenômenos e apegue-se a caridade!"

Outro deslumbrado que "conheceu pessoalmente" o popstar da religiosidade, sem saber que ainda estava no cenário do espetáculo e não dos bastidores. Este internauta, que, isso sim, não tem embasamento da realidade, ainda fala na Doutrina Espírita confundindo-a com sua forma deturpada feita no Brasil e popularizada por Chico Xavier. Igrejista, o internauta cita a "desmistificação e a fé com raciocínio", sem saber do nível igrejeiro da doutrina que ele acredita e dos mitos igualmente igrejeiros de "caridade" e "fraternidade". Outro indivíduo tomado de "fascinação obsessiva", que se esquece que Chico Xavier doou o dinheiro de seus livros para enriquecer a cúpula da FEB. Ele apenas não tocava em dinheiro, mas teve vida confortável de grande deturpador da DE que foi.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria