Pular para o conteúdo principal

Data Limite tem única função de canonizar Chico Xavier

(Autor: Kardec McGuiver)

Como é que um mero sonho, com base em convicções puramente religiosas, de um beato católico, foi tomado como uma "tese científica" a ponto de render muitos documentários gastos com dinheiro que deveria sustentar as vidas de pessoas mais carentes? É o que acontece com a chamada "Data Limite", tese absurda e cheia de erros que resultou de um mero sonho, mas largamente defendida e difundida pelos que acreditam ver nela um aviso para a humanidade.

É estranho um empenho hercúleo em sustentar uma tese absurda, cheia de erros, resultantes de uma liderança religiosa que nada sabia sobre ciência, que nunca estudou mediunidade - aponto de atrair espíritos de índole duvidosa e intelecto equivocado, e que pode ser facilmente derrubada com o minimo de análise lógica.

Para começar a tal tese se baseia numa reunião liderada supostamente por Jesus, um personagem bíblico ainda sem existência comprovada. Mesmo que Kardec tenha garantido a existência de Jesus, quanto a isso, ainda carecemos de provas. Até segunda ordem, é algo a não ser levado com muita seriedade a nível de ciência.

Sem detalhar a suposta tese, é notável que ela tem a ver com a crença religiosa do beato que sonhou. Mas porque mesmo sendo um sonho puramente religioso, muitos incautos ainda insistem em ver nele uma ciência, como quem consegue ver cabelo em casca de ovo? A resposta não está no sonho e muito menos na tese em si, mas em quem sonhou.

Na verdade, a intenção é usar o sonho para "canonizar" Chico Xavier. É nítido o fato de que os defensores da absurda tese estão interessados em ver o beato como "o maior cientista da face da Terra", ou no mínimo, o mensageiro dos maiores cientistas.

No "Espiritismo" brasileiro, que herdou muitos enxertos católicos, em boa parte colocados pelo próprio Xavier, se canoniza de forma bem diferente que na Igreja Católica. A associação com a ciência é uma destas formas. Mas não pensem que a ciência permite análise profunda dos dogmas. No "Espiritismo" brasileiro, a ciência é utilizada apenas como uma espécie de cartório a autenticar os mais absurdos dogmas. Até porque se usar de fato a ciência, os dogmas são facilmente derrubados.

Por isso que houve a necessidade de transformar um mero sonho banal na suposta profecia conhecida como "Data Limite". Com a necessidade desesperada de transformar Chico Xavier um colecionador de qualidades, para que pudesse ser canonizado como "espírito de máxima evolução", era interessante colocar o atributo de cientista, como se Xavier, na verdade um ignorante, pudesse ser visto como "homem mais sábio na Terra", a enganar os que acreditam ingenuamente na sua alegada superioridade espiritual.

De fato, tudo não passa de uma farsa a agradar fanáticos religiosos a alçar seu ídolo a uma condição máxima que não condiz com a realidade. O "Espiritismo" não raramente costuma extrapolar sua capacidade de enganar as almas mais ingênuas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Silêncio da imprensa em torno do caso Divaldo Franco-João Dória Jr. é grave

(Autor: Professor Caviar)
De repente, até a imprensa de esquerda desaprendeu a fazer jornalismo. O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., enquanto divulgava a intragável "farinata", composto alimentar de procedência e valor nutricional duvidosos, exibiu o tempo todo a camiseta do evento Você e a Paz, comandado pelo "médium" Divaldo Franco. O silêncio total da imprensa quanto a este aspecto tem muito o que dizer, e não são coisas boas.
Em primeiro lugar, João Dória Jr. não exibiu a camiseta do Você e a Paz porque foi a única camiseta branca que encontrou ele que costuma usar camisas de colarinho e paletó. Também não foi uma iniciativa comparável à de um moleque usando camiseta de banda. Houve um propósito para João Dória Jr. aparecer vestindo a camiseta do Você e a Paz, na qual havia o crédito do nome de Divaldo Franco.
Nenhum jornalista, por mais investigativo que fosse, chegou sequer a perguntar: "ora, se a 'farinata' era apoiada pela Arquidiocese de…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

(Autor: Artur Felipe Azevedo)
Nosso Sistema Solar é composto de 8 planetas. Um leitor anônimo escreveu um comentário, dizendo o seguinte:

"Respeito a opnião (sic) de vocês, mas estão um pouco desatualizados. Se não sabem, foi descoberto um planeta próximo a Plutão, denominado Planeta X, mas que anteriormente foi citado pelo medium Chico Xavier como o Planeta Chupão. Se voces ligarem a teoria espirita com a lógica, viriam que jamais ela errou, mas se exitam em falar sem ao menos saber em que se resume tal coisa. http://geniusvirtual.blogspot.com/2009/07/seria-o-apocalispe-o-planeta-chupao.html  Esse link acima é para a reportagem completa, e abaixo dela está a fonte. Essa repostagem nao é espirita, é científica.
Parem um pouco e leiam para depois falar. É por isso que sempre digo: NÃO PODEMOS FALAR MAL DE ALGUMA COISA QUE NAO CONHECEMOS COMPLETAMENTE, APENAS SE APOIANDO EM SUPOSTOS COMENTARIOS OU SUPOSIÇÕES."


Bem, vemos que o colega ramatisista parece convencido da existência do …