Não existe esse negócio de Alma Gêmea

(Autor: Kardec McGuiver)

Uma das bobagens inseridas no "Espiritismo" brasileiro é a teoria das Almas Gêmeas. É baseada no mito de que os homens são seres de duas cabeças, hermafroditas, metade de um sexo, metade de outro (como o dragão siamês em desenho que ilustra esta postagem), que foram divididas e que terão que correr atrás de sua metade por um longo período. 

A teoria das Almas Gêmeas é uma tolice infantil e até nojenta, mas que muita gente ainda acredita plenamente. O bom senso tem inúmeras provas de que esta teoria é pura lenda mitológica e extremamente impossível de acontecer na realidade.

Cada espírito é um só e responsável exclusivo pela sua trajetória. Os casamentos que acontecem na Terra na verdade são convenções sociais criadas na materialidade. E é mais que comprovado que quase ninguém se casa com quem poderia ser sua "alma gêmea", pois cerca de 99% dos casais se casam com parceiros com poucas afinidades, pois o pinto de partida de quase todos os relacionamentos é material, seja sexo, procriação ou troca de favores, inclusive financeiros. Pouquíssimos se casam por afeto, que pode aparecer com o tempo em relações nascidas pelo interesse.

É muito comum que uma pessoa tenha mais afinidades com outra que esteja casada com alguém sem afinidades. Infelizmente somos educados a sermos menos racionais na escolha de nossos parceiros além de acharmos mais "bonito e romântico" usar o "amor" (que ate hoje ninguém sabe realmente o que significa - ainda mais hoje que virou moda desconfiar, desprezar e até odiar os outros) como critério de escolha. Só que o "amor" não consegue salvar relacionamentos onde uma pessoa acredita e valores contestados pela outra. Eu detesto futebol, cerveja e música brega. Será que eu acho alguém que deteste as três coisas ao mesmo tempo? Meio difícil.

Um livro ditado pelo obsessor de Chico Xavier, o superestimado Emmanuel, garantiu a plausibilidade da teoria das Almas Gêmeas. O bom espírita, mas ingênuo Leon Denis também acreditava. Muitos frequentadores de centro acham bonita esta teoria, mesmo que na prática ela seja impossível de se realizar. O bom senso derruba esta tese e elimina de todas as maneiras a possibilidade de haver alma gêmea, o que vai contra a tese, esta verdadeira, da individualidade espiritual.

Mas como o "Espiritismo" brasileiro nunca respeitou a individualidade, gostando de "falanges" "resgates coletivos", grupos e afins, obviamente iria gostar da tese das almas gêmeas, adequada a quem enxerga romantismo em tudo e acha que os casais sempre são formados por amor e afinidade.

A teoria das Almas gêmeas é uma infantilidade sem noção que cega os olhos de quem deveria ver a realidade através dos fatos e não em crenças tolas que permitem a aceitação de certos absurdos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Não há resgate coletivo. E isso o cotidiano nos explica com facilidade

Planeta "X", Chupão ou Nibiru: Respondendo a um leitor ramatisista

Madre Teresa de Calcutá e a caridade como mercadoria