Pular para o conteúdo principal

Por favor, deixem os meninos em paz!!!

(Autor: Profeta Mentalista)

Uma das práticas mais comuns de Chico Xavier e muito usada pelos defensores para justificar a sua duvidosa "santidade", é o hábito de receber mensagens supostamente atribuídas a filhos de mães desesperadas. Para muitos isso é considerado caridade, mas para quem usa a lógica, nem sempre e em alguns casos pode até ser nociva esta atitude.

Primeiro, porque os espíritos, ao desencarnarem, devem cuidar de sua trajetória do outro lado. Devem ficar alheios ao que acontece do lado de cá, para que o apego material não gere um prejuízo - muitas vezes de alta gravidade - no desenvolvimento do caráter de cada um.

Os espiritólicos - os espíritas brasileiros que seguem o Espíritismo como se fosse uma religião como outra qualquer - pensam que só existe obsessão de morto (causador) para vivos (vítima), quando na verdade existe o sentido oposto, onde os desencarnados sofrem com a insistente influência dos vivos, que não respeitam o seu descanso. Muitos jovens falecidos, ao serem constantemente referidos nessas sessões, são perturbados dessa maneira, atrapalhando totalmente o processo evolutivo.

Outro problema é: quem garante que várias dessas comunicações são realmente dadas pelos espíritos dos filhos das mulheres que pedem? Não é absurdo haver comunicações dadas por obsessores (ou da mãe ou dos jovens falecidos, ou de quem estiver envolvido), que usam o disfarce dos jovens falecidos para satisfazer seus interesses ou causar confusões.

Várias situações mostraram que Xavier, que não era médium perfeito, como muitos pensam (Kardec alertava que não existem médiuns perfeitos), não tinha o hábito de verificar a autenticidade das comunicações recebidas (vide livros com erros grosseiros de informação que eram tranquilamente publicados, enganando, até hoje, a muita gente iludida com o rótulo de "espírita"), ainda mais nas consultas com as mães desesperadas, onde apenas ele era disputado por uma verdadeira algazarra de muitos espíritos ansiosos para se comunicar. Esse é um cenário fértil para que os obsessores "furem a fila" e possam se comunicar, aproveitando o desespero de quem espera pelas comunicações.

Pra quê as mães querem saber de seus filhos no outro lado? Pra quê saber como eles estão? Não há necessidade. Deixem eles na sua caminhada particular. Se tiverem paciência, as mães poderão, ao desencarnar, se encontrar com seus filhos do outro lado. É preciso uma confiança no destino e saber que os filhos estão bem, amparados por protetores espirituais, cumprindo o que devem. Se não estão vivos, é porque não era para estar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Silêncio da imprensa em torno do caso Divaldo Franco-João Dória Jr. é grave

(Autor: Professor Caviar)
De repente, até a imprensa de esquerda desaprendeu a fazer jornalismo. O prefeito de São Paulo, João Dória Jr., enquanto divulgava a intragável "farinata", composto alimentar de procedência e valor nutricional duvidosos, exibiu o tempo todo a camiseta do evento Você e a Paz, comandado pelo "médium" Divaldo Franco. O silêncio total da imprensa quanto a este aspecto tem muito o que dizer, e não são coisas boas.
Em primeiro lugar, João Dória Jr. não exibiu a camiseta do Você e a Paz porque foi a única camiseta branca que encontrou ele que costuma usar camisas de colarinho e paletó. Também não foi uma iniciativa comparável à de um moleque usando camiseta de banda. Houve um propósito para João Dória Jr. aparecer vestindo a camiseta do Você e a Paz, na qual havia o crédito do nome de Divaldo Franco.
Nenhum jornalista, por mais investigativo que fosse, chegou sequer a perguntar: "ora, se a 'farinata' era apoiada pela Arquidiocese de…

Por defender a ditadura militar, Chico Xavier devia perder homenagens em logradouros

(Autor: Professor Caviar)

Pode parecer, para muitos, cruel e injusto, mas a verdade é que Francisco Cândido Xavier deveria perder as homenagens dadas a logradouros por todo o país.
Na famosa entrevista ao programa Pinga Fogo, em julho de 1971, Chico Xavier exaltou a ditadura militar, com muita convicção, e disse para orarmos para as Forças Armadas, porque os militares estavam construindo o "reino de amor" do Brasil futuro.
Demonstrando um raivoso direitismo, Chico Xavier simplesmente disparou comentários contra manifestantes sem-terra e operários, com um reacionarismo descomunal e que muitos não conseguem imaginar, apegados à "dócil imagem" atribuída ao anti-médium mineiro. Quem duvida, é só ver o vídeo no YouTube. E é o próprio Chico Xavier quem diz, para tristeza de seus seguidores.
Ele defendeu a ditadura militar num contexto em que ela se mostrou bem mais repressiva. Era a época do DOI-CODI, principal órgão de repressão, que aprisionava, torturava e matava pri…

Um grave equívoco numa frase de Chico Xavier

(Autor: Professor Caviar)
Pretenso sábio, o "médium" Francisco Cândido Xavier é uma das figuras mais blindadas do "espiritismo" brasileiro a ponto de até seus críticos terem medo de questioná-lo de maneira mais enérgica e aprofundada.
Ele foi dado a dizer frases de efeito a partir dos anos 1970, quando seu mito de pretenso filantropo ganhou uma abordagem menos confusa que a de seu antigo tutor institucional, o ex-presidente da FEB, Antônio Wantuil de Freitas. Nessa nova abordagem, feita sob o respaldo da Rede Globo, Chico Xavier era trabalhado como ídolo religioso nos moldes que o jornalista católico inglês Malcolm Muggeridge havia feito no documentário Algo Bonito para Deus (Something Beautiful for God), em relação a Madre Teresa de Calcutá.
Para um público simplório que é o brasileiro, que anda com mania de pretensa "sabedoria de bolso", colecionando frases de diversas personalidades, umas admiráveis e outras nem tanto, sem que tivesse um hábito de lei…